Fonte: Globoesporte.com

O atacante Wellington Paulista, que curte as férias em São Paulo na companhia da família, está ciente de que o Cruzeiro terá dois grandes desafios no começo da próxima temporada: superar o Real Potosí, da Bolívia, na altitude de quase quatro mil metros e encarar o novo Atlético-MG de Vanderlei Luxemburgo.

Otimista, ele acredita que o Cruzeiro tem todas as condições de passar pela pré-Libertadores nos confrontos com o Real Potosí, dias 27 de janeiro e 3 de fevereiro. Mesmo considerando as dificuldades que o time vai enfrentar no jogo de ida, em Potosí, cidade situada 3.960 metros acima do nível do mar.

– Temos de tomar cuidado para não sermos surpreendidos, porque eles vão pressionar muito nosso time no início, até nos acostumarmos com a altitude. O importante também é conseguirmos um bom resultado no Mineirão – destacou o atacante, em entrevista por telefone ao GLOBOESPORTE.COM.

Artilheiro do Cruzeiro na temporada de 2009, com 26 gols em 48 jogos, Wellington Paulista demonstra confiança ao falar sobre os duelos que o time fará com o novo Galo, ainda em montagem.

– A gente não teme ninguém, mas respeita, assim como respeitou e venceu o Atlético (na final do Mineiro de 2009) – lembrou ele, referindo-se aos 5 a 0 do primeiro jogo da decisão, resultado que praticamente deu o título à Raposa.

Mas o atacante, que trabalhou com Vanderlei Luxemburgo no Santos, sabe que o Atlético deve chegar mais forte para 2010:

– Principalmente pela vinda do Vanderlei. Sei como ele trabalha, temos de tomar cuidado. Ele consegue motivar os jogadores para que tirem um algo mais – disse ele.

Anúncios