Fonte: Site Oficial

Jogando mais uma vez com um time misto, o Cruzeiro saiu na frente o Tupi, mas levou a virada e perdeu o jogo por 3 x 2, neste domingo, no estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora. Apesar da derrota, a Raposa se manteve na liderança isolada do campeonato Mineiro.

Anderson Lessa e Pedro Ken fizeram os gols do melhor clube brasileiro do Século XX e Ademílson, Fabrício Soares e Gedeon marcaram para o time local, quebrando um trabu de não vencer o Cruzeiro há 23 anos.

Cruzeiro e Tupi fizeram um jogo bonito, aberto, bastante ofensivo, com as duas equipes sempre em busca do gol. Jogando em casa, o Tupi arriscava mais no ataque e exerceu aquela tradicional pressão inicial, que o Cruzeiro soube neutralizar.

Gedeon, aos 2 minutos, aproveitou rebote de longe e chutou forte, acima do gol de Fábio. Pouco tempo depois, Ademílson recebeu a bola dentro da área e finalizou na saída de Fábio, que fez uma bela defesa, evitando clara chance de gol do time de Juiz de Fora.

Nos contra-ataques, a Raposa levou perigo com Jonathan e Roger. Em jogada individual, Jonathan driblou Michel, penetrou na área, mas o goleiro Jefferson saiu nos pés do lateral celeste e segurou firme. Já Roger experimentou de fora da área, nas mãos do goleiro do Tupi.

O Cruzeiro passou a valorizar mais a posse de bola e articulou uma boa jogada ofensiva, com Eliandro. O jovem atacante recebeu a bola dentro da área, tirou o zagueiro Fabrício Soares do lance e cruzou na pequena área. Anderson Lessa quase empurrou para o gol, mas chegou um pouco atrasado.

Aos 40 minutos, a Raposa abriu o marcador, em um lindo gol de Lessa. O atleta pernambucano recebeu passe de Gilberto, dominou a bola, tirou Michel da jogada e chutou forte, colocado, sem chance alguma para Jefferson. Cruzeiro 1 x 0. Três minutos depois, Anderson Lessa tocou curto para Eliandro, que penetrou na grande área, mas chutou prensado com o zagueiro Adalberto.

Quando o primeiro tempo parecia que ia terminar com o Cruzeiro à frente no placar, o atacante Ademílson acertou um petardo de fora da área, do lado esquerdo, e a bola foi no ângulo esquerdo de Fábio, aos 45 minutos, empatando a partida.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou com duas substituições para a etapa final. Marquinhos Paraná e Bernardo entraram nos lugares de Roger e Anderson Lessa. Mas antes de as alterações surtirem efeito, logo aos 2 minutos, o bicampeão mineiro levou o segundo gol. Gedeon cobrou falta, a bola bateu na barreira e sobrou para Henrique, que chutou forte. Fábio não segurou e a bola sobrou para o zagueiro Fabrício Soares marcar para o Tupi.

Atrás no marcador, o Cruzeiro teve que se expor mais no ataque, em busca da virada, e não demorou a criar chances de gols, como aconteceu com Bernardo e Eliandro, mas ambos finalizaram mal, para fora. Só dava Cruzeiro, que pressionava bastante o adversário. Aos 17, Gilberto lançou Jonathan. O lateral chutou cruzado, em direção à pequena área, mas Jefferson defendeu bem.

Aos 25 minutos, o técnico Adilson Batista fez a última mexida no time, colocando o atacante Thiago Ribeiro no lugar do volante Fabinho. A equipe estrelada partiu ainda mais para cima do Tupi, mas, aos 35 minutos foi surpreendido novamente e levou o terceiro gol. No lance, Bernardo perdeu a bola no meio-de-campo para Yan, que lançou Gedeon dentro da área. O meia chutou na saída de Fábio, fazendo mais um para o time de Juiz de Fora.

O Cruzeiro continuou no ataque, em busca do gol, quase marcou, em uma falta cobrada por Bernardo, de longa distância, que Jefferson colocou para escanteio, mas, aos 46 conseguiu fazer o segundo gol, através de Pedro Ken. Aos 48, Bernardo recebeu cruzamento e teve a chance para empatar, mas cabeceou para fora, desperdiçando a chance de evitar a derrota estrelada.

Anúncios