Fonte: GloboEsporte.com

Kléber é o tipo de jogador guerreiro, que vai sempre ao limite, e vez ou outra até passa do ponto. Seja qual for a intensidade, é exatamente isso que a torcida do Cruzeiro espera dele. Nesta quarta-feira, contra o Vélez Sarsfield, da Argentina, pela sétima rodada do Grupo 7 da Libertadores, o Gladiador comanda a Raposa, no Mineirão, às 19h30m (de Brasília). O time busca a liderança da chave (tem sete pontos, três a menos que o adversário). Segundo o atacante, confrontos com argentinos pela competição continental são diferentes dos demais.
– Em Libertadores todo jogo é difícil, mas contra argentino é clássico, tem rivalidade, é diferente. Assim como um Cruzeiro x Atlético-MG não é a mesma coisa, com todo respeito, que Ipatinga x Cruzeiro, por toda história e tradição. A rivalidade Brasil x Argentina é levada para dentro de campo – disse, em entrevista ao site oficial do clube.
Kléber é o artilheiro do Cruzeiro na temporada, com nove gols (cinco na Libertadores), e terá como rival nesta quarta o uruguaio Santiago Silva, que fez três dos seis gols do Vélez no campeonato. O Gladiador recomenda atenção com o adversário, que defendeu o Corinthians em 2002.

Anúncios