Fonte: Cruzeiro.com.br

O Cruzeiro deu início nesta quarta-feira a uma semana de trabalho que visa colocar os jogadores em um melhor estágio físico e técnico e aperfeiçoar o aspecto tático da equipe. Depois do treino na caixa de areia pela manhã, os jogadores fizeram uma atividade funcional de prevenção a lesões, seguida de exercício de posse de bola em campo.

A semana de treinamento encerra uma sequência de 17 partidas em 58 dias. Isso significa dizer que o time celeste entrou em campo uma vez a cada 3,4 dias em cerca de dois meses.

O preparador físico José Mario Campeiz ficou à frente da maior parte do treinamento nesta quarta-feira. Ele diz que o tempo para treinar até o jogo de ida das oitavas de final da Copa Santander Libertadores, na próxima semana, será bem aproveitado.

“Sempre que temos um período maior para treinamento, o objetivo é aprimorar as capacidades físicas. Não só a parte física, mas técnica e tática também são muito importantes nesse momento. Temos mais alguns dias para aqueles atletas que, por ventura, estavam um pouco debilitados, voltando de lesão, se recuperarem”, observou Campeiz.

O trabalho na caixa de areia é um exemplo de como a semana sem jogo é algo atípico para um time que disputa a Libertadores. É um exercício praticado pela última vez na pré-temporada, em janeiro, uma vez que demanda tempo de recuperação.

“Trabalhamos resistência e força na caixa de areia. É uma atividade que os atletas gostam muito, é muito motivante para eles. Ajuda bastante no desenvolvimento do sistema neuromuscular. Por termos um período hábil, escolhemos esse treino. Na sequência vamos aprimorar velocidade e agilidade, que são capacidades importantíssimas”, detalhou.

Anúncios