Fonte: Globo Esporte

O goleiro Fábio, do Cruzeiro, comemorou bastante o resultado diante do Nacional-URU, pelas oitavas de final da Taça Libertadores. Para o jogador, a equipe criou muitas chances, mas vacilou no início do segundo tempo, quando sofreu o gol da equipe uruguaia.

Para se classificar, o time mineiro jogará pelo empate ou até mesmo por uma derrota por um gol de diferença. A partida da volta será realizada na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no estádio Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai.

– A vantagem é boa, mas nós temos que nos entregar inteiramente à partida. Pelas dimensões do estádio, vai ser um jogo de muita pressão, com bolas alçadas na área. Queremos trazer a classificação para Belo Horizonte – afirmou o goleiro Fábio, do Cruzeiro.

Pelo Cruzeiro, o goleiro já disputou 327 jogos e sofreu 374 gols. Fábio é o terceiro goleiro que mais vezes atuou com a camisa celeste. Ele só perde para Raul, que tem 557 partidas no currículo, e Geraldo, que tem 368.

A respeito de Raul, Fábio admitiu que a camisa amarela utilizada nas partidas é uma homenagem ao ídolo da torcida cruzeirense na década de 60.

– A gente faz no mínimo quatro camisas com cores diferentes. Nós temos várias opções. Mas não deixa de ser uma homenagem ao goleiro Raul – falou Fábio.

Com a vantagem sobre o Nacional, o Cruzeiro se aproximou das quartas de final da Taça Libertadores. No ano passado, o time mineiro chegou à decisão do torneio, mas perdeu para o Estudiantes, da Argentina, em pleno Mineirão. Segundo o goleiro Fábio, a situação agora é bem diferente.

– O Cruzeiro, no ano passado, em nenhum momento, foi favorito. Nós adquirimos muita experiência e fomos ganhando os jogos durante a competição. Chegamos à final, mas não ganhamos. Não jogamos bem na decisão. Aprendemos da pior forma possível. Porém, neste ano, a equipe é mais estruturada e sabe o que pode render – explicou o goleiro cruzeirense.

Mesmo em boa situação na Taça Libertadores, Fábio admitiu toda sua insatisfação com a eliminação no Campeonato Mineiro. Atlético e Ipatinga decidem neste domingo, no Mineirão, o título estadual.

– Vou torcer para um bom futebol. Respeito as duas equipes, que chegaram por méritos. Infelizmente, não conseguimos passar pelo Ipatinga. Tenho amigos nas duas equipes e tomara que seja um belo jogo. Que vença a equipe que merecer – disse o goleiro celeste.

Anúncios