Fonte: Site Oficial

O Cruzeiro estreou muito bem no Campeonato Brasileiro deste ano, com vitória por 2 x 1 sobre o Internacional, neste domingo, em pleno estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Kleber marcou os gols da Raposa, que volta a campo pela competição nacional no próximo domingo, contra o Avaí, no Mineirão. Mas antes disso, terá pela frente o São Paulo, quarta-feira, também em Belo Horizonte, pelas quartas de final da Copa Santander Libertadores.

O jogo começou eletrizante, com as duas equipes em busca do gol. Logo aos 2 minutos, Diego Renan cruzou pela esquerda e Ronaldo Alves colocou a mão na bola dentro da área. O árbitro Wilson Luiz Seneme marcou pênalti. Kleber, aos 4, cobrou a penalidade com paradinha, sem chance alguma para Lauro, colocando a Raposa à frente no placar.

Dois minutos depois, Giuliano driblou Gil na ponta esquerda e cruzou na medida para Taison que, livre de marcação, cabeceou para o fundo do gol de Fábio, empatando a partida. O Cruzeiro rapidamente teve chance para marcar o segundo, em contra-ataque puxado por Kleber. O atacante chutou na saída de Lauro, que fez boa defesa, colocando para escanteio.

Melhor em campo, o time mineiro tocava bem a bola e tinha mais objetividade. Aos 25, Kleber recebeu lançamento dentro da área e chutou forte. Lauro fez outra importante defesa. O segundo gol finalmente saiu aos 36, novamente através de Kleber, que recebeu lançamento de Fabrício, dominou a bola dentro da área e chutou na saída de Lauro. Raposa 2 x 1.

Novamente com desvantagem no placar, o time da casa teve que se abrir e deu trabalho a Fábio, que fez duas importantes defesas. Na primeira delas, o goleiro estrelado evitou o empate, após Thiago Heleno cortar, para trás, um cruzamento da esquerda. Na outra, Fábio defendeu um chute de Taison, a bola ainda bateu no travessão e saiu à linha de fundo.

Nos momentos finais da primeira etapa, o Cruzeiro teve boas oportunidades para ampliar, com um chute de longe de Wellington Paulista, que Lauro colocou para escanteio, e uma finalização de Kleber, que só não marcou o terceiro dele porque Fabiano Eller tirou a bola quase em cima da linha do gol.

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com a mesma formação, na tentativa de ampliar o marcador ou, no mínimo, manter o placar, que já lhe dava os três pontos na partida fora de casa.

Aos 7 minutos, Everton faz boa jogada individual e chegou cara a cara com Fábio, que saiu bem do gol e evitou o empate do time da casa. Pouco tempo depois, respectivamente aos 11, aos 17 e aos 20 minutos, o técnico da Raposa, Adilson Batista, fez as três alterações que tem direito. Substituiu Fernandinho por Fábio Santos, Fabrício por Marquinhos Paraná e Kleber por Guerrón.

Bem posicionado em campo, o Cruzeiro marcava forte, não dava espaços para o Internacional penetrar na área de Fábio e tentava articular os contra-ataques, em busca do gol que lhe daria mais tranqüilidade na partida. O time mineiro esteve mais próximo de marcar o terceiro, mas não conseguiu e o placar terminou inalterado, com vitória celeste por 2 x 1.

Anúncios