Fonte: Site Oficial

O torcedor celeste assistirá na noite desta quarta-feira, às 21h 50, no Mineirão, ao confronto entre dois candidatos a conquistar a Copa Santander Libertadores. Cruzeiro e São Paulo, duas das equipes mais tradicionais do país, se encontram nas quartas de final do torneio mais importante do continente pelo segundo ano consecutivo.

O embate reunirá nada menos que cinco taças continentais. O Cruzeiro levantou o título em 1976 e 1997, enquanto que o São Paulo foi o vencedor em 1992, 1993 e 2005.

O Cruzeiro chegou ate aqui com a segunda colocação no grupo 7 e duas vitórias sobre o Nacional-URU, nas oitavas de final. A campanha celeste na competição continental é de seis vitórias, três empates e uma derrota.

Já o São Paulo foi o primeiro colocado no grupo 2, mas teve bastante dificuldade para eliminar o Universitário-PER nas oitavas de final. O time paulista empatou as duas partidas com os peruanos por 0 x 0 e só eliminou o adversário nos pênaltis.

Para passar de fase, o Cruzeiro confia na sua linha ofensiva, já que possui o melhor ataque da competição com 26 gols em dez jogos. Além disso, a Raposa conta com o artilheiro do certame, Thiago Ribeiro, com oito gols e o vice, Kleber, que balançou as redes adversárias em sete oportunidades.

O armador Gilberto, convocado para a Seleção Brasileira que disputará a Copa do Mundo, afirmou que terá mais determinação para fazer uma grande partida e ajudar o Cruzeiro a encaminhar a classificação no primeiro jogo.

“O jogo por si só já me motivava. É um jogo importante e a gente precisa fazer um bom resultado. É lógico que jogar depois de uma convocação para a Copa do Mundo dá muita motivação. Mas, acima de tudo vou tentar fazer o melhor neste jogo para o Cruzeiro conseguir uma vantagem para o jogo em São Paulo”, destacou.

Outro trunfo para o Cruzeiro conquistar uma boa vantagem e decidir a classificação com tranqüilidade na capital paulista é a força do time celeste dentro dos seus domínios. Nos cinco jogos em que a Raposa foi mandante na competição, foram cinco vitórias. O time celeste marcou 22 gols e sofreu apenas dois gols.

Já o atacante Kleber espera contar com o apoio da china azul. O Gladiador ressaltou que quando a torcida joga junto com a equipe é muito difícil vencer o Cruzeiro no Gigante da Pampulha.

“O torcedor tem um peso muito grande e influencia diretamente no comportamento da equipe. É necessário que eles tenham paciência, encham o Mineirão e nos incentivem, porque a gente vai precisar muito deles”, afirmou.

Anúncios