You are currently browsing the tag archive for the ‘colo-colo’ tag.

Fonte: Uol.com.br

Apesar de reconhecer a chateação da torcida do Cruzeiro com a eliminação no Campeonato Mineiro para o Ipatinga, na semifinal, após a derrota por 3 a 1, no domingo, o técnico Adilson Batista diz não ter dúvidas que a equipe contará com o apoio dos torcedores celestes na Libertadores.

O Cruzeiro está classificado para a fase de oitavas de final do clube cruzeirense, por ter se garantido como um dos seis melhores segundos colocados, no empate com o Colo-Colo, em 1 a 1, na última quinta-feira. O time celeste aguarda a definição dos demais classificados, o que acontecerá entre terça e quinta-feiras desta semana, para conhecer o seu adversário.

“Da Libertadores eles (os torcedores) gostam. Jogam junto, apóiam, incentivam. Vamos entrar com um time forte e ter tempo para trabalhar. Vamos esperar o adversário. É outro jogo e tenho certeza que eles vão jogar junto”, afirmou Adilson Batista.

A primeira partida do Cruzeiro pelas oitavas de final da Libertadores deverá acontecer no próximo dia 28, no Mineirão, pelo fato de o time brasileiro ter terminado em segundo lugar no grupo 7 da competição internacional. O segundo jogo inicialmente está marcado para 5 de maio, no campo do adversário, que ainda será definido.

Dessa forma, o Cruzeiro terá oito dias de preparação antes do primeiro jogo. Os jogadores celestes receberam dois dias de folga e voltam a trabalhar na próxima quarta-feira, com treinamento em tempo integral, o que se repetirá na quinta-feira também. De sexta-feira a domingo, os treinos serão realizados pela manhã.

Fonte: Cruzeiro.com.br

Depois de garantir sua classificação às oitavas de final da Libertadores, como um dos seis melhores segundos colocados, após o empate com o Colo-Colo, em 1 a 1, na noite de quinta-feira, o Cruzeiro anuncia a intenção de se reforçar para a sequência da competição internacional.

“Na próxima semana ainda têm jogos de outros grupos, devemos voltar a jogar daqui 15 dias e, com certeza, teremos nomes novos de jogadores nessa nova fase da Libertadores”, afirmou o diretor de futebol do Cruzeiro, Eduardo Maluf, em entrevista veiculada pela Globo Minas.

O dirigente não quis adiantar nomes ou posições, mas deu a entender que já existem negociações em andamento e acenam com a possibilidade de surpreender os jornalistas.

“Não vamos falar em nomes, vamos manter o que é o normal nosso, de fazer as contratações, pegar vocês de surpresa, vocês são pessoas inteligentes, estão atentas e isso muitas vezes dificulta”, comentou o dirigente.

“Quando surge um nome, quase acertado, e aí entra um punhado de outras pessoas interessadas, o Cruzeiro vai manter o pé no chão, mas com certeza vamos contratar”, acrescentou Eduardo Maluf.

Antes mesmo do jogo contra o Colo-Colo, o presidente do Cruzeiro Zezé Perrella havia admitido a possibilidade da contratação de um lateral-direito, por entender que há a necessidade de um jogador para compor o elenco naquela função.

Além do titular Jonathan, o clube celeste conta com Marcos, revelado nas categorias de base do Cruzeiro e que não vem sendo relacionado pelo técnico Adilson Batista nos últimos jogos.

Fonte: Uol.com.br

Sem poder contar com o companheiro Kléber, na partida desta quinta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), em Santiago, contra o Colo-Colo, o atacante Thiago Ribeiro quer repetir ao lado de Wellington Paulista uma dupla de sucesso, no Campeonato Brasileiro do ano passado. Juntos, os dois jogadores fizeram 22 gols pelo Cruzeiro na competição nacional, ajudando o time a se classificar para a disputa da edição deste ano da Libertadores.

Os dois atacantes querem agora ajudar o Cruzeiro a chegar à próxima fase da Libertadores. “O Wellington é um jogador de área como o Kléber, para mim não muda, jogamos muitas partidas aqui no Cruzeiro, sempre que jogamos juntos conseguimos bons resultados e a gente tem tudo para fazer um bom jogo e classificar o Cruzeiro”, disse Thiago Ribeiro.

Kléber sofreu um estiramento muscular na coxa direita e não viajou ao Chile. Essa será a segunda partida da Libertadores, em 2010, que o Gladiador não poderá jogar. Na primeira em que ele esteve ausente, o Cruzeiro venceu por 2 a 0 o Deportivo Italia, no Mineirão. Na época, o gladiador cumpriu suspensão pela expulsão que teve diante do time venezuelano, no primeiro jogo, em Caracas.

Na única partida em que Kléber esteve fora do time titular do Cruzeiro na atual Libertadores, no entanto, os gols do triunfo foram marcados por dois jogadores do meio de campo: Fabinho e Pedro Ken.

Procurando diminuir a falta do Gladiador, o companheiro de ataque Thiago Ribeiro quer aproveitar a necessidade de golear do Colo-Colo, que precisa vencer o time mineiro por 4 a 0 para ficar à frente do clube brasileiro no grupo 7, para sair do Chile com a vitória.

“Se eles ganharem de um do Cruzeiro ou perder de três é a mesma coisa, vão ficar fora, então, a gente tem de usar este desespero deles de acharem que podem golear o Cruzeiro para a gente utilizar o contra-ataque para surpreender”, finalizou Thiago Ribeiro.

No Brasileiro do ano passado, Wellington Paulista foi o principal artilheiro do Cruzeiro, com 14 gols marcados, enquanto Thiago Ribeiro marcou oito e foi o vice-goleador celeste. Kléber, ao lado de Gilberto, balançaram sete vezes as redes adversárias.

Fonte: Terra.com.br

A equipe vice-campeã da Libertadores do ano passado do Cruzeiro perdeu jogadores como Ramires, Wagner e Gérson Magrão. Por outro lado, peças importantes também foram contratadas. Para o técnico Adilson Batista, o grupo celeste teve uma pequena mudança em sua característica para a disputa do torneio continental desta temporada.

“Muda a característica. Por exemplo, o Ramires é diferente de qualquer um. Ele criava muitas oportunidades mesmo sem a bola. Mas agora você acrescenta com qualidade e experiência, com Roger e Gilberto. Por outro lado, perde um pouco de saída, dinâmica e velocidade. Cada jogador tem a sua característica”, afirmou Adilson Batista.

Preocupado com o compromisso de quinta-feira, Adilson elogia o Colo-Colo, adversário celeste em Santiago.

“Independentemente de eles precisarem de uma goleada, o Colo-Colo tem jogado bem. Eu vi os jogos, é um time organizado, tem bons jogadores, um sistema definido. É uma escola que sai, que toca bem a bola. Teve dificuldades recentemente contra Sport e Palmeiras (em 2009), mas é uma escola boa de se ver jogar futebol. Acho que vai ser um jogo gostoso de participar”, disse o treinador.

Fonte: GloboEsporte.com

O Cruzeiro já viajou para o Chile, onde enfrenta o Colo Colo, nesta quinta-feira, às 21h50m (de Brasília), pelo encerramento do grupo 7 da Taça Libertadores. Para se classificar sem depender de nenhum outro resultado, a Raposa precisa de pelo menos um empate. Se vencer, praticamente garante a primeira colocação.

O atacante Kleber, vetado por causa de um estiramento muscular na coxa direita, não viajou. Wellington Paulista deve ser o substituto para fazer a dupla com Thiago Ribeiro.

O técnico Adilson Batista relacionou 18 atletas para a viagem. A grande novidade é a presença do volante Henrique. O jogador ficou de fora da partida contra o Ipatinga, pela semifinal do Campeonato Mineiro, por causa de uma conjuntivite. Porém, Henrique apresentou boa melhora e foi relacionado.

Fabinho, que deixou a partida do Ipatingão sentindo uma pancada no tornozelo esquerdo, também se recuperou e está à disposição do treinador. Veja a lista de convocados de Adilson Batista:

Goleiros: Fábio e Rafael
Laterais: Diego Renan e Jonathan
Zagueiros: Gil, Leonardo Silva e Thiago Heleno
Volantes: Fabinho, Fabrício, Henrique e Marquinhos Paraná
Meias: Bernardo, Gilberto, Pedro Ken e Roger
Atacantes: Eliandro, Thiago Ribeiro e Wellington Paulista

Fonte: Terra.com.br

O Colo Colo precisa de um grande feito para roubar a vaga do Cruzeiro. A equipe chilena acredita que pode aplicar uma goleada na Raposa com uma diferença de quatro gols para se garantir na próxima fase da Copa Libertadores.

O duelo será nesta quinta-feira, em Santiago, no Chile, em jogo válido pela última rodada do grupo 7. Na liderança e com um saldo de gols invejável, o Cruzeiro quer manter a boa fase, conseguir um bom resultado fora de casa e assegurar o primeiro lugar do grupo.

Para isso, o técnico Adilson Batista, que colocou em campo o time titular no último domingo, contra o Ipatinga, pelo Campeonato Mineiro, quer seus jogadores descansados, mesmo com pouco tempo para isso.

“Jogo de Libertadores é diferente. Vamos rezar para fazer uma boa viagem, descansar, mesmo sabendo que o tempo para descanso é menor. Vamos com tranquilidade, com calma, e colocar um time competitivo para vencer o jogo”, afirmou.

Na partida entre as duas equipes neste ano, o Cruzeiro goleou o Colo Colo por 4 a 1, no Mineirão. A Raposa é a líder do grupo 7 com dez pontos, os mesmos do Vélez Sarsfield, mas a equipe celeste leva ampla vantagem no saldo de gols: 6 a 1. O Colo Colo aparece em terceiro, com sete pontos e saldo negativo de dois gols.

Sendo assim, só um desastre tira o Cruzeiro da próxima fase. A Raposa só fica fora se perder por uma diferença histórica de quatro gols para a equipe chilena e se o Vélez vencer, em casa, o Deportivo Itália, lanterna do grupo. A vitória do clube argentino é dada como certa.

Mesmo sabendo das dificuldades que vai encontrar no Chile, Adilson Batista está confiante em um triunfo do Cruzeiro. “Sempre foram bons jogos. O Colo Colo é um time bom, que deixa jogar também. Tem jogadores que a gente tem que tomar cuidado”, analisou.

“Mas o Cruzeiro é respeitado lá, eles sabem da nossa força também. Vamos jogar com a bola, sem ela vamos neutralizar determinados jogadores e ter atenção. Será mais um jogo duro, desgastante, mas que nós temos condições de vencer”, finalizou o treinador.

Caso o Cruzeiro vença o Colo Colo, será o primeiro triunfo fora de casa na competição. Em três jogos fora de seus domínios, contabilizando a partida pela pré-Libertadores, contra o Real Potosí, a Raposa empatou dois e perdeu um.

Fonte: Terra.com.br

Autor de dois gols na vitória do Cruzeiro sobre o Vélez Sarsfield por 3 a 0, na última quarta-feira, Kléber foi eleito pela Conmebol o jogador da semana da Copa Libertadores da América. O site oficial da entidade divulgou o resultado da eleição neste sábado à noite e destacou o feito do atacante.

“Em partidas como essas é que se destacam os jogadores que são fundamentais à equipe. Do outro lado, estava o Vélez, invicto e líder do Grupo 7. Mas seus gols apareceram para que o Cruzeiro liderasse o grupo. Este é Kléber de Souza, melhor jogador da 9ª semana da Libertadores”, informou a entidade.

A Conmebol destacou também que, com os dois gols marcados, Kléber é o novo artilheiro da Libertadores, com sete gols. Antes, ele havia marcado duas vezes contra o Colo Colo, uma vez contra o Real Potosí e mais duas contra o Deportivo Itália.

Fonte: Cruzeiro.com.br

Diante de mais de 40 mil torcedores, o Cruzeiro jogou o que sabe e bateu o Vélez Sarsfield, por 3 x 0, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, resultado que vale o primeiro lugar do grupo 7 da Copa Santander Libertadores. A equipe celeste deu um grande passo para avançar às oitavas-de-final e seguir em campanha rumo ao tricampeonato.

A Raposa chega a 10 pontos ganhos, com seis gols de saldo, e assume a dianteira no lugar do Vélez, que soma dez pontos e um tento de saldo. Ambos os times estão fora do alcance do Colo-Colo, que tem quatro pontos e completa a rodada contra o Deportivo Itália, na próxima terça-feira, em Caracas.

Com a margem estabelecida nesta quarta-feira, o Cruzeiro tem boa chance de confirmar a classificação como líder com uma vitória na partida contra o Colo-Colo, no dia 15 de abril em Santiago. Ao mesmo tempo, Vélez e Deportivo Itália se enfrentarão em Buenos Aires.

O Cruzeiro entrou em campo com a formação que começa a ficar gravada na mente do torcedor, com Thiago Heleno na zaga, Fabinho e Gilberto no meio-campo. Apesar do esforço para se livrar da dor no tornozelo esquerdo, o armador Roger não reuniu condição de jogo e acabou cortado da relação e ficou fora do banco de reservas.

Em noite excelente da dupla de ataque, o Cruzeiro mostrou que é candidato ao título e dominou amplamente as ações. A vitória foi construída com gols de Thiago Ribeiro, aos 32 min da primeira etapa, e de Kleber, aos 3 min e 8 min do segundo tempo.

Como só volta a campo pela Libertadores dentro de duas semanas, o Cruzeiro terá tempo para se dedicar exclusivamente ao Campeonato Mineiro. Neste sábado, o time enfrentará o Uberaba, no Mineirão, no jogo de ida das quartas-de-final.

O jogo

Cruzeiro e Vélez fizeram um primeiro tempo típico de confrontos Brasil x Argentina. Nos minutos iniciais, a disputa ficou quase que restrita à zona intermediária do campo, sem que os goleiros Fábio e Montoya tivessem as metas ameaçadas.

O empate não era mau resultado para o Vélez, que se manteria na liderança com um ponto, e isso ficou claro na maneira de jogar da equipe. Os argentinos pouco ou nada se arriscaram nos 45 minutos iniciais e o Cruzeiro encontrou uma defesa muito bem armada pela frente.

Aos poucos o Cruzeiro encontrou uma maneira de se infiltrar no campo adversário, com os avanços de Jonathan e Thiago Ribeiro pelo lado direito. O primeiro bom momento do time celeste aconteceu aos 14 min, quando Leonardo Silva desarmou um adversário na defesa e lançou Ribeiro, que avançou e cruzou para Kleber forçar Montoya a trabalhar.

Foi só a primeira boa tabela da dupla de ataque celeste, que mostrou bom entendimento. Aos 17 min, Thiago Ribeiro mostrou estar ligado no jogo ao roubar uma bola no campo de ataque e cruzar. De fora da área, Kleber chutou com categoria, rente à trave esquerda.

O Cruzeiro se estabeleceu como protagonista do jogo e mexeu no placar aos 32 min, em lance genial de Thiago Ribeiro, curiosamente pelo lado oposto ao de costume.

O atacante recebeu lançamento de Diego Renan na ponta esquerda, invadiu a área e passou por um. Tentou o passe, a bola voltou e o camisa 11 seguiu em direção ao meio. Driblou outro adversário e encheu o pé, do semicírculo, certeiro no canto direito.

Logo após o gol, Adilson Batista sacou Thiago Heleno, lesionado, e lançou Gil. O Vélez bem que tentou ameaçar, mas não conseguiu. Aos 33 min, López arriscou um chute de fora da área e a bola passou longe do gol celeste.

A equipe celeste poderia ter ido para o vestiário com vantagem maior, já que aos 44 min Jonathan avançou, tabelou com Henrique e chutou firme, de pé esquerdo. Montoya fez grande defesa e espalmou a escanteio.

Recolhido no vestiário, o Vélez retardou o início da segunda etapa em dez minutos, mas não conseguiu esfriar o time celeste. O Cruzeiro voltou arrasador e definiu o placar rapidamente, sem dar chance para o adversário tentar mudar algo.

Logo aos 3 min, Henrique roubou a bola no meio-campo, avançou pelo lado direito e passou a Thiago Ribeiro. Em noite muito inspirada, o atacante cruzou na medida para Kleber completar de carrinho e acertar o ângulo direito de Montoya. Bela trama.

A torcida ainda comemorava quando, aos 8 min, Thiago Ribeiro, mais uma vez, recebeu de Diego Renan e acertou passe primoroso para Kleber. O Gladiador recebeu em velocidade na área e, sem dominar, mandou por entre as pernas de Montoya. Cruzeiro 3 x 0.

Vitória definida, o Cruzeiro diminuiu o ritmo, mas sem perder o controle das ações. O Vélez chegou mais ao ataque, sem no entanto ameaçar Fábio verdadeiramente.

Adilson Batista aproveitou para lançar Fabrício na vaga de Gilberto, aos 24 min. Seis minutos depois, foi a vez de Thiago Ribeiro deixar o campo ovacionado e dar lugar a Wellington Paulista.

Por volta dos 30 minutos, uma longa troca de passes foi saudada com gritos de “olé” da torcida. A sequência só foi interrompida com falta de Santiago Silva sobre Kleber. Aos 37 min, Somoza recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

A atuação do Cruzeiro na vitória por 2 x 0 sobre o Deportivo Itália, nesta quarta-feira, no Mineirão, foi aprovada pelo técnico Adilson Batista. O comandante celeste avalia que a equipe mostrou superioridade, tocou a bola com qualidade e soube fazer a vantagem que precisava para ficar bem posicionado no grupo 7 da Copa Santander Libertadores.

“Vi um volume de jogo muito bom, o Cruzeiro rodando bem a bola, bem posicionado. Modificamos em função do cartão do Fabinho no segundo tempo e eu achei que melhorou. Tivemos lucidez, trabalhamos e criamos. O Cruzeiro chutou muito mais. Ele tiveram uma chance no finalzinho com o Cásseres, o resto foi bola parada. Gostei”, comentou.

A mudança tática a que se refere Adilson foi o deslocamento do volante Fabinho para a função de líbero na segunda etapa, uma vez que havia recebido o cartão amarelo.

“O Fabinho começou marcando o Urdaneta e nós seguramos o Diego no Blanco, para ter a sobra. Com o cartão, o Fabinho veio aqui no Díaz e aí eu fiquei preocupado. Já no segundo tempo o Fabinho fez o líbero, o Henrique marcou o Urdaneta, o Paraná adiantou, o Thiago tinha liberdade dos dois lados e o Cruzeiro jogou o que a gente sabe que pode”, explicou.

O resultado desta quarta-feira colocou o Cruzeiro provisoriamente como líder do grupo 7 da Libertadores, com sete pontos ganhos e vantagem sobre o Vélez Sarsfield no número de gols pró: oito contra quatro. Os argentinos jogarão em casa na quinta-feira contra o Colo-Colo, que está em terceiro lugar, com quatro pontos ganhos.

O comandante celeste avalia que o Cruzeiro conseguirá a classificação para as oitavas-de-final sem sustos, mesmo que seja em segundo lugar do grupo. Nesta temporada, apenas seis dos oito segundo colocados passarão às oitavas-de-final.

“Hoje nós somos o quinto melhor primeiro. Tem gente vendo fantasma, dizendo que temos que fazer 11 pontos, que não vai dar, é uma preocupação. Isso às vezes acontece, está todo mundo tendo dificuldade. Libertadores tem gente que joga a cada 25 anos. o Cruzeiro está jogando o terceiro ano consecutivo. Não é tão simples assim jogar Libertadores”, disse.

Fonte:Terra.com.br

O Cruzeiro não entrou em campo nesta terça-feira, mas comemorou o empate em 1 a 1 entre Colo-Colo e Vélez Sarsfield, no Chile, pelo grupo 7, o mesmo da equipe mineira na Libertadores.

O ColoColo saiu na frente na segunda etapa, gol de Esteban Paredes aos 12min. O Vélez pressionou no fim, e conseguiu o empate nos acréscimos, com o uruguaio Santiago Silva.

Com o resultado, a equipe argentina segue liderando o grupo, agora com sete pontos. O Colo Colo chegou a quatro, mesmo número de pontos do Cruzeiro, que leva vantagem no saldo de gols, e fica no segundo lugar. O Deportivo Itália, da Venezuela, é o lanterna, com um ponto.

Todos os times disputaram três partidas, e voltam a campo na próxima semana. Na quarta, o Cruzeiro recebe os venezuelanos, no Mineirão. Vélez e Colo Colo voltam a se enfrentar na quinta, desta vez na Argentina.

Siga-nos no Twitter

  • @Thiagodans Bom dia, o seu pedido confirmou e foi realizada a personalização. Finalizaremos a sua entrega até o dia 25/08.postado 3 days ago
  • @Leonard78748011 bom dia! Não temos como efetuar a troca do produto, pois o produto que enviamos para vc sofreu alteração.postado 3 days ago
  • @Thiagodans Oi, boa tarde! Verei o andamento da sua entrega. Qual é o número do seu pedido?postado 3 days ago
  • @MichaelLucio boa tarde! Estou aguardando a disponibilidade do fornecedor para oferecer mais produtos. Acompanhe o nosso site.postado 3 days ago
  • @Leonard78748011 boa tarde! Nós administramos a loja virtual do ShopCruzeiro. Não temos ligação com as lojas físicas.postado 3 days ago