You are currently browsing the tag archive for the ‘coritiba’ tag.

Fonte: Globoesporte.com

Após o treino desta manhã de sexta-feira na Toca da Raposa 2, o técnico Adilson Batista quebrou o protocolo e praticamente adiantou a escalação do Cruzeiro para o jogo deste domingo, contra o Coritiba, no Mineirão, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O procedimento padrão do treinador é manter o sigilo em torno da formação da equipe.

Na zaga, Adilson Batista confirmou a escalação de Cláudio Caçapa no lugar de Gil, suspenso. O treinador sugeriu também que o meia Leandro Lima deve mesmo iniciar o jogo na vaga do armador Gilberto, também suspenso.

Dessa forma, a opção por um esquema com três atacantes ficaria para alguma eventualidade durante o jogo. Nesse caso, Guerrón seria o favorito para entrar e compor o setor com Thiago Ribeiro e Wellington Paulista.

De qualquer maneira, o técnico não descartou a possibilidade de levar Kléber para o banco de reservas e utilizá-lo nos minutos finais, caso isto seja necessário. 

– Ele (Kléber) treinou bem. Claro, está há um bom tempo inativo. Trabalhou antes com os preparadores físicos, está com a gente a semana toda. Mas vamos esperar o quadro, ver se não vai sentir nenhum dor. A ideia, a princípio, era levá-lo para o banco e aproveitá-lo nos minutos finais, em caso de necessidade. Vamos aguardar – disse o técnico do Cruzeiro.

O Cruzeiro vai a campo com Fábio, Jonathan, Leonardo Silva, Caçapa e Diego Renan; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Leandro Lima; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista.

Anúncios

Fonte: UOL Esporte

O atacante Kléber, que foi operado do púbis, há pouco mais de 40 dias, não vê problema em ficar no banco contra o Coritiba, no próximo domingo, às 17h, no Mineirão. O jogador, no entanto, diz não saber se terá condições de voltar à equipe celeste. Segundo ele, isso será decidido no sábado.

“Vamos ver, na terça-feira o coletivo foi forte e senti um pouco de dor depois. Tanto é que dei uma segurada e já voltei melhor. Vamos ver como vai estar no sábado, que é o dia de concentração para o jogo. Espero que até lá esteja melhor tanto física, como tecnicamente”, comentou.

Kléber disse que sua vontade é a de ir para o jogo contra o Coritiba para poder ajudar. “Minha ansiedade é grande e a vontade de poder atuar de novo, de poder estar no Mineirão, em um campo em que me saí muito bem, fiz bastante gols. Espero poder voltar e ajudar o Cruzeiro mais uma vez”, destacou.

Indagado se teria problema em ficar no banco de reservas, o Gladiador, como é conhecido, lembrou que quando chegou ao Cruzeiro, no início do ano, ficou na suplência, inicialmente. Ele estreou no time celeste, na vitória por 3 a 0 sobre o Estudiantes, na estreia da Libertadores, quando começou no banco, entrou, fez dois gols e foi expulso em um intervalo de 14 minutos que ficou em campo.

“Quando eu cheguei ao Cruzeiro, no meu primeiro jogo, fiquei no banco, entrei e ajudei o Cruzeiro contra o Estudiantes. Não tem problema nenhum, estou vindo de contusão, mais de um mês parado”, comentou. “Mesmo que eu entre no segundo tempo, ainda vou sentir um pouco de cansaço, mesmo que seja 15, 20 minutos, a gente tem de pensar em ajudar, independente de quem jogar, a classificar o time para a Libertadores”, acrescentou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

O Cruzeiro pode ter uma atração a mais na partida de domingo, contra o Coritiba, no Mineirão, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro: a volta do atacante Kléber, que se recuperou de cirurgia no púbis, realizada pelo médico do Corinthians, Joaquim Grava, em 14 de outubro.

Na tarde desta terça-feira, Kléber participou normalmente de um coletivo dos reservas contra o time júnior e pode entrar nos planos da comissão técnica.

Foi o primeiro coletivo de Kléber desde o final do tratamento. O atacante se movimentou bem na atividade e depende agora de evolução física no decorrer da semana para poder ser relacionado pelo técnico Adílson Batista.

Durante o treinamento, Kléber formou dupla com Wellington Paulista, que, ao que tudo indica, está perdendo a vaga de titular para o jovem Eliandro.

Quem também pode retornar à equipe é o equatoriano Guerrón, recuperado de estiramento muscular na coxa direita. Apesar de não participar do coletivo, o atacante voltou a fazer trabalhos físicos na Toca da Raposa II.

Fonte: Globoesporte.com

O Cruzeiro já acertou com seu primeiro reforço para a próxima temporada. Trata-se de Pedro Ken. Revelado na base do Coritiba, o jogador de 22 anos terá seus direitos adquiridos pela Traffic, que já negociou a cessão ao clube celeste. De acordo com o vice-presidente de futebol da Raposa, Gustavo Perrella, o meia assinará contrato de cinco anos e a concretização da transação só depende de acertos finais entre a empresa e o clube paranaense.

Ainda segundo Perrella, o empresário de Pedro Ken, Marcos Malaquias, esteve em Belo Horizonte nesta segunda-feira para bater o martelo. O clube celeste ficará com 27% dos direitos sobre o atleta.

– O empresário do Pedro Ken esteve com a gente em Belo Horizonte. Firmamos um contrato de cinco anos. É um jogador que se destacou na base do Coritiba, que nós já vínhamos observando há um bom tempo. É um jogador que o Adilson gosta e conseguimos um acordo com ele. O Cruzeiro agora só depende do acerto do parceiro com o Coritiba, dos detalhes finais. Esperamos a apresentação dele em janeiro – revelou o dirigente do Cruzeiro ao Globo Esporte de Minas Gerais, ressaltando que, em sua opinião, com mais duas ou três contratações o Cruzeiro terá um time forte em 2010.

Na entrevista, Gustavo Perrella falou ainda sobre a renovação do contrato do técnico Adilson Batista. Sem comentar valores, ele admitiu que houve uma valorização do trabalho do treinador, que, desta vez, levará toda a família para Belo Horizonte.

– Tivemos de adiantar as conversas pelas investidas do Grêmio. Deixamos ele bem à vontade. Ele já tinha dito que se permanecesse, queria trazer a família para Belo Horizonte, as duas filhas. Foi uma conversa muito amistosa e chegamos a um acordo. Houve uma valorização do trabalho dele, isso é natural – comentou.

Fonte: UOL Esporte

Dos três jogos pelo Campeonato Brasileiro em que entrou em campo, o jovem atacante Eliandro ajudou o Cruzeiro a evitar duas derrotas, contra Santo André e Atlético-PR. Sua atuação na Arena da Baixada, no último sábado, no empate em 1 a 1 com o rubro-negro paranaense foi elogiada pelo técnico Adilson Batista, cogita sua escalação como titular diante do Coritiba, no próximo domingo, às 17h, no Mineirão.

“Achei que o Eliandro entrou muito bem. É um menino que vem mostrando qualidade, vem ganhando o seu espaço e acho que vai ter um futuro muito bonito com a camisa do Cruzeiro”, afirmou o técnico Adilson Batista. “Quem sabe ele pode até começar jogando contra o Coritiba”, acrescentou o treinador celeste.

Eliandro, de 19 anos, vem treinando como profissional, na Toca da Raposa II, há pouco mais de um mês e ganhou chance no elenco principal em função de problemas de contusões no setor ofensivo do Cruzeiro. Quando foi buscado por Adilson Batista no time júnior, Soares, Wellington Paulista e Kléber estavam lesionados.

Agora, desses três, somente Wellington Paulista tem condições, juntamente com Thiago Ribeiro, já que Soares será submetido à cirurgia para correção de fratura no tornozelo direito e ficará entre dois a três meses afastado, e Kléber continua em recuperação de uma operação. Além disso, o equatoriano Guerrón também está lesionado.

Logo em sua estreia como profissional, em 28 de outubro, Eliandro fez o seu primeiro gol com a camisa celeste.sua primeira partida oficial pelo Cruzeiro, contra o Santo André, no Mineirão.

Ele entrou em campo aos 24 minutos da etapa final, quando a partida estava empatada em 1 a 1. O adversário passou à frente do marcador, mas o Cruzeiro conseguiu a vitória e Eliandro fez o gol do empate, em 2 a 2, aos 38 min, enquanto Thiago Ribeiro marcou aos 48 min. Contra o Fluminense, na derrota por 3 a 2, o jovem atacante também entrou.

Eliandro não jogou nas duas últimas partidas, na vitória sobre Sport, por 3 a 2, e o empate diante do Grêmio em 1 a 1. Contra o Atlético-PR, em Curitiba, o atacante fez sua primeira partida como profissional do Cruzeiro longe do Mineirão.

Fonte: Gazeta Esportiva

O Coritiba anunciou nesta segunda-feira a contratação por empréstimo do atacante Rômulo. O jogador pertence ao Cruzeiro e ficará no Coritiba até o final do Campeonato Brasileiro.

Rômulo, de 27 anos, chegará a Curitiba nesta terça-feira e realizará exames médicos. Caso seja aprovado, o jogador já ficará à disposição do técnico Ney Franco.

“O Rômulo é um jogador com características de finalização e é um ótimo cabeceador. Ele chega para somar ao grupo, pois, em um campeonato tão disputado como é o Brasileiro, o Coritiba tem que estar atento ao mercado e sempre ter peças de reposição à altura”, explicou o técnico Ney Franco.

Após empatar com o Goiás no último domingo, o Coritiba soma 26 pontos, o que o deixa na 15ª colocação do Campeonato Brasileiro. O Coritiba volta a campo na quarta-feira, 16 de setembro, quando receberá o Corinthians no Couto Pereira, às 21h50 (de Brasília).

Fonte: Globoesporte.com

A vitória de 3 a 1 do Cruzeiro sobre o Coritiba, neste domingo, marcou a reestreia de Gilberto com a camisa celeste. Ele começou no banco, mas substituiu Athirson no início do segundo tempo. O lateral-esquerdo entrou no meio-campo, ajudando na armação das jogadas.

– Ainda falta um pouco para eu estar 100%, mas a equipe está de parabéns. Jogou o que estava determinado e conseguiu os três pontos. É sempre bom vencer e conseguimos dar um salto na tabela – disse o jogador ao site oficial do clube.

O técnico Adilson Batista se mostrou satisfeito com a apresentação de sua mais nova peça:

– No primeiro lance, ele deu um drible sem colocar o pé na bola. É um atleta de muita categoria e vai nos ajudar muito.

Fonte: Site Oficial

O Cruzeiro conseguiu o segundo triunfo fora de Belo Horizonte neste Campeonato Brasileiro. O time celeste não tomou conhecimento do Coritiba e venceu o adversário por 3 x 1 em pleno Couto Pereira, na capital paranaense. O time celeste foi superior desde o começo e voltou a apresentar aquele futebol que encantou o Brasil no primeiro semestre.

Wellington Paulista, duas vezes, e Thiago Ribeiro marcaram os gols da Raposa. Marcelinho Paraíba descontou para os paranaenses.

O triunfo deixa o Cruzeiro na 14º posição na tabela com 20 pontos. Já o Coritiba continuou na zona de rebaixamento com 16 pontos.

O técnico Adilson Batista escalou o time com duas novidades: Diego Renan jogou na lateral-esquerda e Athirson assumiu o comando do meio-de-campo e a responsabilidade de organizar o ataque estrelado. O treinador celeste promoveu o retorno de Jonathan, Thiago Heleno e Thiago Ribeiro que cumpriram suspensão contra o Atlético-PR.

Em contrapartida, o comandante celeste não pôde contar com Bernardo e Kléber, que foram expulsos na última rodada.

No segundo tempo, o lateral-esquerdo Gilberto fez a reestreia com a camisa celeste. O jogador de 33 anos entrou no lugar de Athirson e atuou de meia, próximo dos atacantes.

O Cruzeiro volta a campo no próximo domingo, contra o Santos, às 18h30, no Mineirão, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Coritiba terá pela frente o Fluminense, também domingo, no Maracanã.

O Jogo

O primeiro tempo começou bastante disputado, com as duas equipes se estudando. O Coritiba concentrava as principais jogadas no lado esquerdo, com os avanços dos paraibanos Marcelinho e Carlinhos. O Cruzeiro aproveitava os espaços e atacava com Jonathan e Thiago Ribeiro pela direita.

O jogo estava morno e as duas equipes erravam muitos passes. Mas, aos 18 min, Jonathan entrou com liberdade na área pela direita e foi puxado por Jaílton. O árbitro marcou pênalti. Dois minutos depois, Wellington Paulista pegou a bola e, com muita categoria, bateu no lado direito de Édson Bastos.

Desesperado, o Coritiba buscava as investidas com o rápido Marcos Aurélio. O Cruzeiro, inteligente, atraía o adversário para o seu campo de defesa e procurava sair com velocidade para o ataque.

Aos 33 min, o atacante Thiago Gentil fez boa jogada individual pelo lado direito e sofreu falta na entrada da área. Na infração, o volante Henrique tomou o terceiro cartão amarelo e será desfalque na partida contra o Santos, na próxima rodada.

Um minuto depois, Marcelinho Paraíba cobrou a falta, mas mandou a bola muito alta, sem perigo para o gol defendido por Fábio.

Aos 36 min, o Cruzeiro quase ampliou o marcador. O zagueiro Jeci recuou na fogueira para Édson Bastos e Wellington Paulista, que acreditou no lance, quase ficou com a bola. Na sequência, Henrique cruzou da direita, mas Thiago Ribeiro demorou a chutar e foi desarmado.

Na volta do intervalo o Cruzeiro permaneceu a mesma equipe, enquanto o Coritiba mudou o ataque: saiu Thiago Gentil e entrou Bruno Batata.

Na primeira oportunidade do segundo tempo, o Coritiba quase empatou. O zagueiro Thiago Heleno errou um corte dentro da área e a bola sobrou para Bruno Batata. O atacante paranaense chutou, mas o defensor celeste conseguiu interceptar o lance.

O Coritiba voltou para a segunda etapa buscando o ataque de qualquer maneira, mas a zaga celeste, bem postada, conseguia superar o ataque paranaense.

Aos 5 min, no melhor estilo do futebol que encantou o Brasil no primeiro semestre, o volante Fabrício fez belo passe para Thiago Ribeiro. O atacante ficou frente a frente com Édson Bastos, driblou o goleiro e finalizou para o gol vazio. Cruzeiro 2 x 0.

Cinco minutos depois, a Raposa marcou o terceiro. Wellington Paulista cruzou para Henrique, que frente a frente com o goleiro, acertou a trave esquerda. No rebote, o camisa 9 pedalou na frente do zagueiro e acertou um belo chute, de esquerda, no ângulo esquerdo de Édson Bastos.

Goleado dentro de casa, o técnico René Simões promoveu a entrada de dois atacantes e o Coritiba ficou completamente aberto. Percebendo o desespero do adversário, Adilson Batista, tirou Wellington Paulista de campo e colocou o rápido Soares para puxar os contra-ataques com Thiago Ribeiro.

Aos 20 min, o Cruzeiro fez bela troca de passes no ataque e a bola chegou até Jonathan. O lateral-direito chutou forte e a bola bateu no travessão. Quatro minutos depois, o experiente Marcelinho Paraíba recebeu no meio de campo, fez bela jogada individual e descontou para o Coritiba.

Aos 42, Soares disparou pelo lado direito e entrou com liberdade na área. O atacante celeste chutou e Édson Bastos evitou o quarto gol do Cruzeiro. O time paranaense ainda tentou mais alguns ataques, mas a defesa do Cruzeiro conseguiu neutralizar o ataque do adversário.

Fonte: Site Oficial

O técnico Adilson Batista comandou na manhã desta sexta-feira o último treino antes da viagem para o Paraná, onde o Cruzeiro enfrenta o Coritiba, no domingo, às 18h30, no Couto Pereira, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por cerca de uma hora, os jogadores fizeram um treino tático com os portões fechados.

Quando a imprensa teve acesso, Adilson liderava um treinamento técnico com os atletas relacionados, enquanto o assistente técnico Ivair Júnior orientava uma atividade de dois toques com os jogadores que não irão a Curitiba.

A delegação celeste embarca  às 14h05 no Aeroporto de Confins. A chegada do voo na capital paranaense  está prevista para as 17h05. A Raposa ficará hospedada no Hotel Bourbon, em Curitiba.

O técnico Adilson Batista nasceu na capital paranaense, iniciou a carreira como zagueiro do Atlético-PR e conhece bem o estádio do adversário. “O campo do Couto Pereira é muito bom, eles trocaram há dois anos. Os dois times têm característica de velocidade e vamos buscar os três pontos nesta partida”, destacou.

O jogo poderá marcar a reestréia de Gilberto com a camisa celeste. O lateral-esquerdo foi relacionado por Adilson Batista e está em condição de entrar em campo.

“Se o Adilson optar por mim vou fazer o possível para ajudar o Cruzeiro. A minha intenção é de jogar os 90 minutos, mas se eu jogar 15 ou 30 min, vou dar máximo no tempo que atuar”, ressaltou.

O Cruzeiro também terá o retorno de três jogadores que cumpriram suspensão contra o Atlético-PR. O lateral-direito Jonathan e o atacante Thiago Ribeiro foram expulsos contra o Grêmio, enquanto o zagueiro Thiago Heleno foi punido pelo terceiro cartão amarelo.

Em contrapartida, Adilson Batista não poderá escalar o meia Bernardo e o atacante Kléber, que foram expulsos na última rodada.

Siga-nos no Twitter