You are currently browsing the tag archive for the ‘força’ tag.

Fonte: Site Oficial

O zagueiro e capitão Leonardo Silva assegura que não faltará empenho para o Cruzeiro conquistar uma vitória sobre o Coritiba, neste domingo, às 17h, no Mineirão. O defensor acredita que três pontos deixarão a Raposa em boas condições para alcançar a zona de classificação para a Copa Santander Libertadores.

“Precisamos mostrar a força que o Cruzeiro tem e fazer valer a estrutura e a torcida. Principalmente neste jogo, que é muito importante para nós, além de ser o último no Mineirão este ano. Temos que fazer o melhor e tentar a vitória e atingir o nosso objetivo de disputar a Libertadores”, destacou.

Neste domingo, Leonardo Silva terá um novo companheiro no sistema defensivo, já que o zagueiro Gil recebeu o terceiro cartão amarelo na última rodada. Questionado pelos jornalistas, o capitão falou sobre Cláudio Caçapa, confirmado pelo técnico Adilson Batista para o setor.

“O Cláudio Caçapa é um jogador sem comentários, pela carreira que tem e todos os títulos que conquistou. É um atleta experiente, que vai nos ajudar bastante. Vamos procurar manter essa estrutura para que possamos dar uma força defensiva para o Cruzeiro vencer o jogo”, observou.

Apesar de o Coritiba lutar contra o rebaixamento à Série B, Leonardo Silva prega respeito ao adversário. O capitão ressaltou que os paranaenses possuem um ataque rápido, municiado pelo experiente Marcelinho Paraíba.

“Marcelinho (Paraíba) é um jogador diferenciado. Tem que se tomar cuidado, pela competência e qualidade que ele tem. Mas a equipe do Coritiba é muito boa e veloz. Eles têm jogadores rápidos na frente. Temos que procurar eliminar todos os jogadores que, ofensivamente, possam criar dificuldades para nós”, disse.

Anúncios

Fonte: Globoesporte.com

Autor do primeiro gol do Cruzeiro na vitória sobre o Sport, por 3 a 2, na noite de sábado, na Ilha do Retiro, Thiago Ribeiro creditou o resultado, obtido de virada, à força do grupo celeste. Segundo o atacante, a qualidade do elenco acabou prevalecendo nos momentos decisivos.

– Tomamos dois gols por estarmos posicionados de maneira errada, mas conseguimos a recuperação e conquistamos mais uma grande vitória fora de casa. Pelo nosso volume de jogo, não merecíamos estar perdendo, nem mesmo no primeiro tempo. No segundo tempo, a nossa qualidade fez a diferença – opinou o jogador ao site oficial do clube.

O time do Cruzeiro volta aos trabalhos na manhã desta terça-feira. A próxima partida é contra o Grêmio, no próximo sábado, no Mineirão.

Fonte: Site Oficial

O time celeste mostrou força, lutou o tempo todo e garantiu a vitória por 1 x 0 sobre o Atlético-MG, na tarde desta segunda-feira, resultado decisivo para as pretensões do Cruzeiro de disputar a Copa Santander Libertadores em 2010. A distância da zona de classificação caiu para cinco pontos, a serem retirados em nove rodadas.

O Cruzeiro tem agora 42 pontos ganhos, salta da 11ª para a sétima colocação e entra de vez na briga por uma das quatro vagas. Ao final da 29ª rodada, o Atlético-MG fecha o G-4 com 47 pontos.

O Cruzeiro teve apenas uma alteração em relação ao time que venceu o Goiás na quinta-feira. o volante Fabrício retornou de suspensão e ocupou a vaga de Elicarlos no meio-campo. O camisa 10 Gilberto recuperou-se de inflamação no tendão de Aquiles do pé direito e foi a campo. O meia-atacante Leandro Lima ficou no banco de reservas.

Já o rival contou com o retorno do atacante Éder Luís, recuperado de corte no tornozelo esquerdo. O zagueiro Benítez substituiu o suspenso Jorge Luiz formou dupla com Werley.

O gol da vitória por marcado logo aos 11 min do primeiro tempo, pelo atacante Wellington Paulusta. A defesa celeste teve muita competência e garantiu o 1 x 0 até o final.

O time celeste terá seis dias até o terceiro jogo consecutivo no Mineirão. O Cruzeiro enfrentará o Botafogo, no próximo domingo, a partir das 18h 30.

O jogo

Os rivais fizeram um primeiro tempo movimentado e com boas alternativas no Mineirão. O Cruzeiro foi mais objetivo e finalizou seis vezes, duas delas com correção. Já o Atlético-MG chutou quatro vezes a gol, três delas no rumo do gol defendido por Fábio. A primeira etapa teve 17 infrações, dez delas cometidas pelo time celeste.

O time celeste começou melhor e mostrou que queria sair na frente. O gol poderia ter saído logo aos 5 min, quando o volante Henrique cruzou da intermediária e o atacante Thiago Ribeiro se antecipou ao goleiro Carini, mas cabeceou para fora.

Mas estava desenhado que o jogo aéreo poderia ser um grande arma para o Cruzeiro e assim saiu o 1 x 0. Aos 11 min, Thiago Ribeiro avançou pela direita e acertou belo cruzamento, na medida para Wellington Paulista cabecear, sozinho, no canto direito.

O gol premiou o bom futebol mostrado pelo Cruzeiro nos minutos iniciais. O time celeste manteve a posse de bola e não teve a meta ameaçada. O Atlético-MG só foi finalizar aos 12 min, quando o atacante Renteria chutou fraco, da entrada da área e Fábio defendeu.

A partir daí, o jogo ficou mais equilibrado. A defensiva celeste passou a ter mais trabalho e protegeu com muita eficiência a grande área, sem dar espaço a finalizações.

Aos 37 min, Adilson Batista foi obrigado a mexer na equipe. Wellington Paulista, que recebera atendimento médico aos 22 min, deixou o campo com uma pancada na panturrilha direita. O equatoriano Guerrón entrou e logo recebeu passe de Gilberto pela direita, acreditou no lance e chutou sem ângulo. Carini defendeu com o pé.

Fábio só foi ter mais trabalho nos minutos finais. Aos 41 min, o lateral-esquerdo Thiago Feltri arriscou de muito longe e o camisa 1 caiu para defender em dois tempos. Aos 46 min, o volante Carlos Alberto chutou forte e o arqueiro celeste espalmou.

O Cruzeiro voltou do intervalo com o volante Elicarlos no lugar de Gilberto. Sem alterações, o Atlético-MG foi para o ataque em busca do gol de empate. A pressão foi grande nos minutos iniciais a novamente a defesa celeste saiu-se bem. Em lance perigoso, Thiago Feltri arrematou firme de dentro da área e Fábio mandou a escanteio.

Aos 14 min, Adilson Batista fez a terceira substituição. O meia-atacante Leandro Lima foi para o jogo, na vaga de Thiago Ribeiro. O novato passou a formar dupla com Guerrón.

O panorama da partida não mudou muito e o Cruzeiro lutou com muita garra para manter a vantagem. Fábio voltou a aparecer bem em cobrança de falta perigosa de Correa, da intermediária, aos 25 min. A certa altura, o time abdicou de atacar e tocou a bola para fazer o tempo passar, estratégia que surtiu resultado e esfriou o jogo nos minutos finais.

Siga-nos no Twitter

Anúncios