You are currently browsing the tag archive for the ‘grêmio’ tag.

Fonte: Gazeta Esportiva

No melhor estilo dos folhetins de televisão, o Cruzeiro assistiu a um final feliz para a novela que se transformou a renovação do contrato do técnico Adílson Batista. Depois de muito suspense, o treinador, que foi “assediado” pelo Grêmio, já tomou sua decisão. Nesta segunda-feira, ele telefonou para o presidente do clube gaúcho, Duda Kroeff, agradeceu o convite, mas avisou que vai permanecer em Belo Horizonte.

O próprio Duda Kroeff foi quem confirmou a informação a diversos órgãos de imprensa de Porto Alegre. Diante da impossibilidade de contar com Adílson Batista (ex-jogador do clube na década de 90), o Grêmio volta suas atenções para Dorival Júnior, ex-Cruzeiro, atualmente comandante do Vasco, campeão da Série B.

A decisão de Adílson Batista de permanecer no Cruzeiro teria sido tomada durante um jantar em sua residência, em Curitiba, no último sábado, pouco depois do empate celeste por 1 a 1 com o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

O presidente do clube, Zezé Perrella, foi o “convidado de honra”, em evento que ainda contou com a esposa e as duas filhas do treinador. Adílson já havia dito que dependia apenas de uma conversa coma família para tomar sua decisão.

Por enquanto, o Cruzeiro ainda não se pronunciou a respeito. Adílson Batista pode ter o contrato renovado por até três temporadas, conforme proposta anteriormente apresentada por Perrella. A decisão só deve ser oficializada nesta terça-feira.

Anúncios

Fonte: UOL Esporte

Cruzeiro e Grêmio disputam neste sábado, às 19h30 (horário de Brasília), no Mineirão, o quarto confronto nesta temporada. Nas partidas anteriores, houve disputa por vaga na final da Copa Libertadores, polêmica envolvendo acusação de racismo e expulsões. Entretanto, jogadores cruzeirenses negam que haja clima de rivalidade para o próximo encontro.

“Não tem nenhum clima de rivalidade ou revanche. Acho que o mais importante é a gente entrar focado, vencer o jogo. Vai ser um jogo difícil, em que a equipe do Grêmio vai dificultar bastante, mas a gente vai procurar fazer o melhor, respeitando o Grêmio”, afirmou o capitão cruzeirense Leonardo Silva.

Pelo Brasileirão, as equipes se enfrentaram pela 16ª rodada no estádio Olímpico. O lateral-direito Jonathan e o atacante Thiago Ribeiro foram expulsos ainda no primeiro tempo, deixando o Cruzeiro com nove jogadores em campo. Apesar de ter saído em vantagem, a equipe celeste não conseguiu sustentar a pressão e foi derrotada por 4 a 1.

As duas equipes se enfrentaram ainda pela semifinal da Copa Libertadores. Na primeira partida, disputada no Mineirão, a equipe mineira venceu por 3 a 1. O confronto ficou marcado pela acusação do volante cruzeirense Elicarlos de que o atacante gremista Maxi López o teria chamado de “macaco”.

No jogo de volta, no Olímpico, o time mineiro abriu 2 a 0. O tricolor gaúcho empatou a partida, mas a equipe mineira garantiu vaga à final da competição para enfrentar o Estudiantes.

O lateral-direito Jonathan pede que o episódio entre Elicarlos e argentino Maxi López seja esquecido, e acredita que a partida pelo Brasileirão terá um panorama totalmente diferente dos confrontos pela Libertadores.

“Acho que não (há clima de rivalidade), tanto que fomos para lá e não teve confusão nenhuma. Acabou o jogo e os jogadores do Grêmio nos cumprimentaram. Acho que é um fato que temos que esquecer. A Libertadores é uma motivação diferente do Campeonato Brasileiro, e vai ser um jogo completamente diferente do que foi a Libertadores”, ressaltou Jonathan.

Fonte: Site Oficial

O atacante Wellington Paulista guarda boas recordações dos duelos que o Cruzeiro travou em 2009 com o Grêmio, adversário deste sábado, às 19h 30, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Ele marcou quatro gols em três partidas neste ano contra os gaúchos pela Copa Santander Libertadores e no turno da competição nacional.

O atacante foi fundamental no duelo pela semifinal da Copa Santander Libertadores deste ano contra o Grêmio. Abriu o placar no triunfo por 3 x 1, no Mineirão, e marcou os gols celestes  no empate por 2 x 2, no Olímpico, resultados que levaram o Cruzeiro à final.

Já no turno do Brasileiro, Wellington fez 1 x 0, de pênalti, mas o Cruzeiro teve dois atletas expulsos e acabou derrotado por 4 x 1, em Porto Alegre. O camisa 9 quer voltar a marcar contra os gaúchos, já que passou em branco na última rodada ante o Sport.

“Espero que continue assim, eu volte a marcar gols. Já estou a um jogo sem marcar e com saudade. Quero ajudar o Cruzeiro a sair com a vitória, que vai ser muito importante. Tenho certeza que, se a gente vencer esse jogo, vai dar um pulo para o G-4”, afirmou.

O Grêmio é o único time que ainda não perdeu dentro de casa no Brasileiro, porém apresenta o segundo pior desempenho como visitante, com uma vitória, quatro empates e 12 derrotas. Apesar disso, Wellington sabe dos riscos que o Cruzeiro enfrentará no sábado.

“O Grêmio é perigoso. A gente sabe da história deles, conhece a qualidade dos jogadores que estão lá hoje. Temos que tomar cuidado. Não é porque eles não ganharam muitos jogos fora de casa é que vão perder para a gente aqui. O Fluminense estava muito mal na tabela, chegou aqui e virou um jogo de 2 x 0, praticamente ganho pela gente”, observou.

O bicampeão Mineiro possui o melhor ataque do returno, com 31 gols em 15 jogos, média de mais de dois gols por partida. O goleador da Raposa na temporada, com 24 tentos, ressalta o bom momento do ataque azul na segunda metade da competição.

“Fico feliz, porque quando eu cheguei ao Cruzeiro todo mundo me pedia gols e hoje sou o artilheiro da equipe. O Thiago (Ribeiro) tem feito muitos gols, assim como o Gilberto e o Guerrón. E isso é bom, porque muitos jogadores ajudam o Cruzeiro a definir lá na frente e não fica na dependência de alguém”, disse.

Fonte: Globoesporte.com

Os jogadores do Cruzeiro que não atuaram por todo o tempo contra o Sport, sábado passado, realizaram na tarde desta terça-feira um coletivo contra o time júnior. A atividade durou cerca de uma hora, dividida em dois períodos de 30 minutos. O atacante Soares, que se recuperou de uma fratura na mão direita, foi a grande novidade.

Foi o primeiro trabalho com bola do atacante, que se machucou na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, no último dia 18, no Mineirão. O jogador realizou uma cirurgia na mão e teve implantados 22 microparafusos e três placas no local da lesão.
Soares participou de toda a atividade e mostrou muita velocidade pelas laterais do campo. O atacante disse que está bem fisicamente, pois realizou trabalhos físicos no período em que ficou afastado dos gramados e espera estar à disposição para o jogo deste sábado, às 19h30m, contra o Grêmio, no Mineirão.

– Estou com ritmo, depois da cirurgia eu fiquei uma semana de repouso. Mas passado esse período eu fiz bicicleta e musculação e não perdi muito da condição física. Esse coletivo foi bom, porque deu para correr um pouco e espero estar pronto para o jogo de sábado – disse, em entrevista ao site oficial do clube.
O jogador explicou o seu posicionamento em campo e afirmou que não sente dor na mão direita.

Fonte: Gazeta Esportiva

O técnico do Cruzeiro, Adílson Batista, terá uma preocupação a menos para a partida do próximo sábado, no Mineirão, contra o Grêmio, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O lateral esquerdo Fernandinho, que estava na mira do STJD, terá condições de jogo.

Em audiência realizada na noite de segunda-feira no Rio de Janeiro, Fernandinho recebeu um jogo de suspensão – já cumprido.

O jogador estava sendo julgado pela expulsão na partida contra o Corinthians, em São Paulo, no dia 25 de outubro, quando o time celeste venceu por 1 a 0. Fernandinho estava incurso no artigo 255 (ato de hostilidade) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê pena de um a três jogos de suspensão.

De acordo com a súmula da partida, Fernandinho foi expulso aos 30 minutos do segundo tempo, com a apresentação da segunda advertência, após discutir “de forma áspera e com o dedo em riste” com o corintiano Elias.

Fonte: Site Oficial

O Cruzeiro não conseguiu se livrar da sina das últimas rodadas e, com dois atletas expulsos, perdeu para o Grêmio, por 4 x 1, na noite deste domingo, no estádio Olímpico. O lateral-direito Jonathan, aos 17 min de jogo, e o atacante Thiago Ribeiro, aos 5 min da segunda etapa, foram expulsos e o time celeste não conseguiu segurar a vantagem que construiu.

A derrota deixa o Cruzeiro com 17 pontos ganhos, em 15º lugar na tábua de classificação e uma partida a menos que a maioria dos concorrentes – o jogo contra o Botafogo, pela 11ª rodada, foi adiado para 27 de agosto. O Grêmio vai a 24 pontos e assume o sexto lugar.

Sem o meia Wagner pelo quinto jogo consecutivo, o técnico Adilson Batista escalou o volante Marquinhos com a camisa 10 e a responsabilidade de levar o time à frente. Os também volantes Fabrício, Fabinho e Henrique completaram o setor. O atacante Wellington Paulista ocupou o lugar do Gladiador Kléber e formou dupla com Thiago Ribeiro.

O zagueiro Leonardo Silva retornou de suspensão e atuou ao lado de Thiago Heleno. Depois de atuar como armador diante do Sport, Gerson Magrão voltou à lateral esquerda.

O Grêmio foi a campo no esquema 4-4-2, de preferência do técnico Paulo Autuori. Thiego retomou a vaga na lateral direita e Jonas ganhou a vaga de Herrera no ataque.

Embora tenha perdido Jonathan, o Cruzeiro foi quem abriu o placar, com Wellington Paulista, de pênalti, aos 40 min da segunda etapa. O cartão vermelho recebido por Thiago Ribeiro deixou as coisas muito difíceis para o Cruzeiro. O Grêmio conseguiu a virada com gols de Rever, Tcheco, Jonas e Maxi López no segundo tempo.

O jogo

A partida começou fria, como a temperatura do rigoroso inverno de Porto Alegre. O Cruzeiro adotou posicionamento conservador no meio, deu liberdade para os laterais e não teve muito trabalho para conter o ímpeto inicial do dono da casa.

O Grêmio tinha maior posse de bola, mas não conseguia criar chances claras de gol. O Cruzeiro se arriscou pela primeira vez no ataque aos 15 min, quando Fabrício chutou de longe. A bola desviou em Léo, subiu muito e saiu à linha de fundo

Aos 17 min, o Cruzeiro passou a viver o mesmo grama pela quinta vez nas últimas seis rodadas. Jonathan cometeu falta por trás em Tcheco, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. Em jogo leal e sem lances violentos, o lateral-direito havia sido advertido pela primeira vez aos 6 min, depois de puxar a camisa de Souza.

A partir daí, a proposta do Cruzeiro passou a ser defender com firmeza e arriscar contra-ataques esporádicos. Marquinhos Paraná assumiu a lateral direita. Para dar mais poder de ataque ao Grêmio, Paulo Autuori fez uma substituição logo aos 28 min. o meia Douglas Costa entrou no lugar de Thiego e Souza foi deslocado para a lateral direita.

Logo no primeiro lance, Douglas Costa caiu pela esquerda e cruzou rasteiro para Maxi López finalizar. Seria a primeira de uma série de boas intervenções de Fábio.

Aos 36 min o Grêmio cobrou escanteio e Jonas cabeceou na trave. Na sequência do lance, Fábio evitou o gol de Fábio Santos. Dois minutos depois, Jonas avançou pela ponta esquerda e cruzou para o chute fraco de Souza, que não deu trabalho ao arqueiro celeste.

O Cruzeiro não se entregou em nenhum momento e seguiu acreditando que poderia vencer. Aos 39 min, Thiago Ribeiro recebeu pela direita e lançou na área. Wellington Paulista subiu para cabecear e acabou desequilibrado por Tcheco. Pênalti assinalado por Evandro Rogério Roman. Wellington Paulista cobrou aos 40 min e fez 1 x 0.

Agora em desvantagem, o Grêmio partiu ainda mais decidido o ataque. Aos 45 min, Fábio voltou a evitar o gol em bola mal levantada por Fábio Santos, que tinha destino certo.

O Cruzeiro voltou com a mesma formação e disposto a se desdobrar em campo mais uma vez. Mas, logo aos 6 min, recebeu novo golpe. No campo de ataque, Thiago Ribeiro se antecipou a Túlio e cometeu falta. Evandro Rogério Roman interpretou o lance como uma cotovelada e expulsou o atacante. O time celeste passava a ficar com nove atletas em campo.

Aos 8 min, Adilson Batista reforçou a defesa com o volante Elicarlos, que substituiu Wellington Paulista. Sem atacantes, o Cruzeiro apostava em uma defesa firme.

Mas a tarefa de manter o placar com apenas nove em campo era inglória. Aos 13 min, o Grêmio cobrou escanteio pela esquerda e Réver subiu muito para cabecear no canto esquerdo de Fábio, que nada pôde fazer. A partida estava empatada.

Dois minutos depois, aos 15 min, o atacante Soares entrou no lugar de Fabinho e passou a ser uma opção de contra-ataque para o Cruzeiro. Os defensores do Grêmio voltaram a ter com quem se preocupar no campo de defesa.

Antes que a substituição pudesse ter efeito, o Grêmio marcou o segundo gol, em lance irregular. Impedido, Tcheco recebeu passe curto de Jonas na área e bateu na saída de Fábio. Grêmio 2 x 1.

No prejuízo, o Cruzeiro fez o que pôde para tentar mudar a situação. Mas o Grêmio acabou ampliando aos 30 min. Jadilson cruzou da esquerda e Jonas cabeceou no canto direito. Dois minutos depois, Adilson fez a última alteração no Cruzeiro. O meia Bernardo entrou na vaga de Marquinhos Paraná e passou a ser o armador celeste.

Antes do apito final, Maxi López fechou o placar para o Grêmio. O argentino avançou pela esquerda, invadiu a área, cortou para o meio e chutou no canto direito de Fábio.

Fonte:  Globoesporte.com

Menos de três meses depois de fraturar o tornozelo direito, o atacante Soares volta a compor a delegação do Cruzeiro para uma partida. O atleta embarcou na manhã desta sexta-feira para Porto Alegre, onde o time enfrenta o Grêmio, no domingo, às 18h30m, no Estádio Olímpico, pela 16ª rodada do Brasileirão. Já o atacante Kléber ficou de fora da viagem – ele será poupado devido a uma pubalgia e do desgaste acumulado.

Soares quebrou o tornozelo direito na vitória do Cruzeiro por 2 a 1 sobre o Universidad de Chile, em 7 de maio, pelas oitavas-de-final da Taça Libertadores. Após tratamento, o atacante conseguiu antecipar a recuperação prevista, de início, para três meses.

– O Soares teve uma excelente evolução. Está com a fratura cicatrizada há três semanas e vinha fazendo reforço e recuperação física nas duas últimas semanas. Ele está liberado e em condição de jogar, por isso foi relacionado – disse o médico Sérgio Freire Júnior em entrevista ao site do Cruzeiro.

Em fase final de recuperação de uma entorse no pé esquerdo, o meia Wagner também não viaja. Ele será preparado para enfrentar o Atlético-PR, na próxima quarta-feira.

O técnico Adilson Batista listou 19 atletas para a viagem a Porto Alegre e um deles será cortado no domingo. Para Soares, compor a delegação já uma vitória, mesmo com o risco de assistir à partida de uma das cabines do Olímpico. O melhor cenário para ele seria ficar no banco de reservas e entrar por alguns minutos no segundo tempo.

– Eu estou feliz pela convocação, já que foram mais de dois meses de recuperação. Trabalhei muito neste período. Participei do treinamento tático na quinta e fui bem. Não senti nada. Estou ganhando ritmo de jogo e daqui a pouco estarei 100% – afirmou.

Uma boa coincidência para Soares é de que a volta ao futebol pode acontecer contra a equipe que defendeu no ano passado e na terra natal da mulher, Lisania Pohlmann. Não por acaso, ela foi a primeira a receber a notícia da convocação.

– Eu até liguei para a minha esposa dizendo que iria viajar. Provavelmente, ela deve ir no Olímpico com a família dela. Mas, o mais importante é que vamos em busca do resultado positivo para subir na tabela – contou.

Confira a lista dos relacionados:

Goleiros – Andrey e Fábio
Laterais – Athirson e Jonathan
Zagueiros – Leonardo Silva, Thiago Heleno e Vinícius
Volantes – Elicarlos, Fabinho, Fabrício, Henrique e Marquinhos Paraná
Meias – Bernardo e Gerson Magrão
Atacantes – Rômulo, Soares, Thiago Ribeiro, Wanderley e Wellington Paulista

Siga-nos no Twitter

Anúncios