You are currently browsing the tag archive for the ‘henrique’ tag.

Fonte: Lance.com.br

Dois jogadores que chamaram a atenção de Carlos Alberto Parreira aproveitaram para agradecer os elogios na Toca da Raposa 2. O goleiro Fábio e o volante Henrique ficaram satisfeitos com as palavras do técnico do tetracampeonato mundial brasileiro.

Fábio aproveitou para reinvindicar um lugar na Seleção Brasileira de Dunga.

– Eu fico satisfeito pelo reconhecimento, isso que é importante. Estou fazendo um trabalho produtivo no Cruzeiro ao longo desses anos e tenho recebido esse reconhecimento. Infelizmente, não chegou ainda ao treinador da seleção, mas espero que ele comece a me observar com carinho e me dê uma oportunidade que tanto almejo ao longo desses anos – afirmou o camisa 1 celeste.

Questionado se mantém contato com Dunga, Fábio explicou que é amigo de Jorginho, auxiliar técnico. Ambos trabalharam juntos no Vasco, no Rio de Janeiro.

O volante Henrique, por sua vez, agradeceu Parreira.

– Isso é muito gratificante. Fico feliz por ser elogiado por um treinador campeão do mundo, que é muito respeitado em todo os lugares. Agora preciso manter a pegada e continuar ajudando o Cruzeiro nesse meio de campo – afirmou o jogador.

Henrique ainda disse que sonha em defender a Seleção Brasileira.

Anúncios

Fonte: IG.com.br

O fato de jogar fora de casa pouco importa ao Cruzeiro. Mesmo atuando em Caracas contra o Deportivo Itália na quinta-feira, pela Copa Libertadores, o volante Henrique demonstra confiança e afirma que só a vitória interessa na Venezuela.

“A gente sabe da importância da vitória. Depois deste jogo, teremos duas partidas em casa. Então, é um jogo fundamental e temos uma responsabilidade enorme. Nos temos que entrar focados, para vencer e cumprir o objetivo”, analisou Henrique nesta quarta-feira.

A confiança também foi ressaltada pelo lateral-direito Jonathan, que espera conquistar os três pontos para deixar o Cruzeiro mais próximo da classificação. “Nos precisamos somar pontos. Vai ter o jogo entre Vélez e Colo-Colo e sabemos que, com a vitória, vamos dar um passo importante rumo à classificação. Depois temos duas partidas em casa, então temos que entrar com força máxima”, avaliou o lateral.

O Cruzeiro está na segunda colocação do Grupo 7 com três pontos, três atras do líder Vélez Sarsfield e empatado com o Colo-Colo. Já o Deportivo Itália não somou nenhum ponto em suas duas primeiras partidas.

Fonte: Globoesporte.com

Homem de confiança do técnico Adilson Batista no Cruzeiro, o volante Henrique demonstrou alegria sobre a renovação de contrato do comandante celeste. Procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, na noite desta segunda-feira, ele ainda não tinha conhecimento do acordo.

– Renovou? Bacana! Ainda não sabia disso – afirmou o volante, ao ser informado sobre a novidade.

Nesta temporada, Henrique ganhou muito espaço no time e alcançou status semelhante ao de jogadores como Marquinhos Paraná e Fabrício, que já trabalharam com o treinador em outros clubes. Todos estão na Toca por indicação de Adilson Batista.

– O Adilson tem o grupo nas mãos. Todos vão aprovar essa renovação. Posso dizer isso pelo o que eu tenho conversado com o pessoal. No nível do Adilson Batista são poucos os técnicos que existem no mercado – disse Henrique.

O volante, que já trabalhou com Adilson no Figueirense e no Jubilo Iwata, do Japão, acredita que a torcida cruzeirense pode sonhar com títulos importantes para a temporada de 2010.

– Nesses dois anos do Adilson aqui, o Cruzeiro ganhou dois Estaduais (2008 e 2009), foi à final da Libertadores… O Adilson só tem a acrescentar e vai fazer o Cruzeiro render muito no ano que vem. Estamos no caminho certo – opinou.

Fonte: Globoesporte.com

O Cruzeiro selou, nessa quinta-feira, a permanência do volante Henrique. Um grupo investidor adquiriu os direitos econômicos do atleta, que pertenciam ao Jubilo Iwata, do Japão, por US$ 1,55 milhão (cerca de R$ 2,7milhões) e repassou 20% à Raposa. Agora, o jogador, que estava emprestado, assinou um novo contrato com cinco anos de duração.
– Estou honrado pela confiança da diretoria, da comissão e de todos que me apoiaram a permanecer no Cruzeiro. Agora é só dar sequência ao trabalho, crescer cada vez mais no Cruzeiro e buscar os títulos – comentou o volante, herdeiro da camisa 8 de Ramires, ao site oficial do clube.
Em caso de uma futura negociação, o Cruzeiro terá direito a adquirir mais 20% dos direitos sobre Henrique.

Fonte: Site Oficial

O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, confirmou na entrevista coletiva desta quarta-feira que os direitos econômicos do volante Henrique serão adquiridos pelo Clube no final deste ano junto ao Jubilo Iwata, do Japão. O jogador estava emprestado ao time celeste desde 2008 e chegou à Toca da Raposa II por indicação do técnico Adilson Batista.

Os direitos econômicos do atleta estão fixados pelo clube japonês em US$ 1,55 milhão e ainda falta um acerto com o atleta para definir o tempo de contrato.

”O Henrique vai ser adquirido. Já acertamos a contratação dele em definitivo. Ele era um dos jogadores mais questionados e hoje é um dos mais aplaudidos pela torcida”, destacou.

O volante se mostrou feliz com o reconhecimento da diretoria. Henrique disse que a sua vontade sempre foi de permanecer no Cruzeiro.

“Graças a Deus venho demonstrando um bom trabalho dentro de campo. A cada dia que passa  procuro meu espaço e esse apoio da diretoria  é importante para o atleta”, ressaltou.

Sobre a renovação de contrato do também volante Marquinhos Paraná, Zezé Perrella afirmou que as negociações estão em andamento. O dirigente aguarda a vinda do representante do atleta para acertar.

“Nós estamos conversando com o Paraná. E  é possível que a gente resolva isso agora. O empresário dele está vindo a Belo Horizonte para acertarmos”, disse.

Paraná  confirma que a renovação de contrato está sendo discutida há alguns meses com os dirigentes celestes.

“Tenho o desejo de permanecer no Cruzeiro. Já disse para o Maluf que eu e minha família estamos tranquilos em Belo Horizonte. Mas não depende só da minha vontade. Faz dois anos que estou aqui e tem que ver o melhor tanto para mim, quanto para o Clube”, observou.

Fonte: Gazeta Press

Com a semana inteira para trabalhar, o técnico do Cruzeiro, Adílson Batista, deve promover poucas mudanças na equipe para enfrentar o Avaí, domingo (27), às 18h30, pela 27ª rodada do Brasileirão.

Por enquanto, a única certeza é o retorno do volante Henrique, que volta após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo contra o Barueri. Um dos principais responsáveis pela proteção à zaga, Henrique já foi advertido pelos árbitros nove vezes na competição, recorde entre os atletas do elenco.

A equipe celeste é uma das mais indisciplinadas do campeonato. Até agora, foram 11 cartões vermelhos e 62 amarelos. E os efeitos são imediatos: sete atletas vão para o jogo contra o Avaí pendurados com dois cartões amarelos: os titulares Fabrício, Kléber, Thiago Ribeiro e Gilberto, mais os reservas Fabinho, Jancarlos e Elicarlos.

Elicarlos, inclusive, pode reivindicar o rótulo de 12º jogador do time. Substituto de Henrique contra o Barueri, ele pode permanecer na equipe, desta vez no lugar de Marquinhos Paraná, que se recupera de contusão no tornozelo direito.

Fonte: Gazeta Press

Sem poder contar com um dos seus homens de confiança, Henrique, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Adílson Batista deve escalar um velho conhecido do futebol paulista para o duelo deste sábado contra o Barueri, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro: o volante Fabinho, que se destacou no Corinthians.

Polivalente, nesta temporada, quando o clube sofreu com as constantes contusões e suspensões, ele chegou a atuar até mesmo improvisado como zagueiro para ajudar a equipe e esteve bem, sem comprometer.

Parte da torcida cruzeirense acredita, inclusive, que no momento, Fabinho tem apresentado futebol superior ao de Fabrício e já merecia uma vaga no time. “É claro que fico mais à vontade na minha posição, mas já disse que quero é jogar. Se a oportunidade aparecer, vou dar o melhor em busca de mais uma vitória”, afirmou.

A lista de atletas concentrados para o jogo deste sábado apresenta duas novidades em relação à partida contra o Palmeiras: o zagueiro Thiago Heleno e o meia Bernardo, que tentam recuperar espaço no time. O defensor foi titular durante todo o primeiro semestre, mas após a chegada de Gil, perdeu a vaga. O jovem armador, apontado como a grande revelação do clube para a temporada, recebeu algumas oportunidades, mas acabou não se firmando.

Fonte: UOL Esporte

Com o retorno de Marquinhos Paraná, recuperado de uma forte gripe, o técnico Adilson Batista poderá escalar diante do Internacional, no próximo domingo, o trio de volantes de sua confiança na partida em Porto Alegre, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os outros dois são Fabrício e Henrique.

No início do ano passado, quando assumiu o comando técnico do Cruzeiro, Adilson Batista indicou a contratação de Marquinhos Paraná, Henrique e Fabrício, com os quais trabalhou no Jubilo Iwata, do Japão. Os dois primeiros foram, ainda, seus jogadores no Figueirense.

“Dois trabalharam comigo no Figueirense, e os três trabalharam comigo no Jubilo, no Japão. E eles já sabem o que eu quero”, observou Adilson Batista, que destacou o retorno de Marquinhos Paraná, desfalque nos dois últimos jogos do Brasileirão.

Paraná cumpriu suspensão no empate com o Vitória, por 3 a 3, em Salvador. Liberado para enfrentar o São Paulo, o volante acabou vetado por causa de uma forte gripe e não participou da derrota por 2 a 1 para o tricolor paulista, no Mineirão.

“Ele se sentiu mal na quarta-feira (dia 2), não foi possível contar com ele no jogo com o São Paulo”, afirmou Adilson Batista, que destacou a importância de Paraná para a equipe mineira.

“É um jogador importante no esquema tático, importante na posse de bola e recuperação de bola, na organização e em acalmar. Mesmo não falando muito, com a postura que ele tem, os jogadores respeitam”, ressaltou o treinador.

Fonte: UOL Esporte

O volante Henrique guarda boas lembranças de confrontos contra o São Paulo, adversário do Cruzeiro neste domingo, às 16h, no Mineirão. Herói da classificação do time mineiro à semifinal da Copa Libertadores, eliminando o tricolor paulista, ele disse que o gol marcado no Morumbi foi o mais importante da carreira. “Pela beleza do gol, pela importância do gol, para mim, foi o melhor”, afirmou.

Com um chute de fora da área, que acertou o ângulo direito do goleiro Denis, Henrique marcou o primeiro gol do Cruzeiro na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, no segundo jogo das quartas-de-final da Copa Libertadores, na capital paulista. Na primeira partida, em Belo Horizonte, a equipe celeste havia vencido por 2 a 1.

Em 80 jogos disputados pelo Cruzeiro, Henrique marcou cinco gols. Na decisão da Copa Libertadores, ele fez o primeiro gol da partida diante do Estudiantes, no Mineirão. Entretanto, a equipe argentina conseguiu a virada e venceu por 2 a 1.

No domingo, Cruzeiro e São Paulo se enfrentarão pela quarta vez na temporada e Henrique quer repetir as boas atuações diante do tricolor pela Libertadores. “Foram bons jogos que o Cruzeiro fez contra o São Paulo. Esperamos repetir o mesmo feito, jogando da mesma forma que jogamos, e que, no domingo, a equipe do Cruzeiro esteja num bom dia e possa vencer a equipe do São Paulo”, comentou.

O volante cruzeirense acredita que os jogadores são-paulinos queiram “dar o troco” da eliminação na Libertadores. “Não posso responder por eles, mas é claro que fica um gostinho de revanche da parte deles. Eles virão querendo vencer, temos de ir focados da mesma forma que enfrentamos todos”, salientou.

Para superar o São Paulo, o Cruzeiro tentará lidar com a força do meio-campo tricolor. Nesse setor, Henrique aguarda por grandes disputas. “Nosso meio-campo tem jogadores de qualidade, que exercem a função de marcação e saem para o ataque. A equipe do São Paulo também. Vai ser uma briga boa, sadia, esperamos que nosso lado vença”, observou.

Siga-nos no Twitter