You are currently browsing the tag archive for the ‘raposa’ tag.

A dica de hoje faz seu visual ficar 100% Celeste!

O Chinelo do Cruzeiro é ideal para os momentos de descontração e lazer, tornando-se item indispensável para qualquer torcedor apaixonado.

Ele é feito em borracha natural e traz todo conforto e segurança para os cruzeirenses ficarem à vontade na praia, na piscina ou onde estiverem assistindo o jogo da Raposa.

Por apenas R$22,90, você leva pra casa este produto oficial nas cores azul e branco.

Garanta aqui o seu Chinelo do Cruzeiro!

Anúncios

A dica de hoje é ideal para quem não abre mão de ter produtos da Raposa, nem mesmo na hora do café.

Seja durante a refeição mais importante do dia ou em pequenas pausas ao longo da sua jornada diária, tomar café pode ficar bem mais interessante se você tiver uma Caneca personalizada, que demonstre seu time do coração.

A Caneca Cruzeirense é confeccionada em porcelana, o que é perfeito, pois mantém a temperatura da bebida, além de facilitar o uso até mesmo no microondas.

Ela traz a frase “Juntos somos mais fortes”, além do escudo tradicional que não pode faltar.

Garanta aqui a sua Caneca do Cruzeiro!

Agora você poderá enfeitar o melhor canto da casa com este Adesivo Reaplicável do Cruzeiro!

Ele é ideal para deixar sua casa com a cara da Raposa.

O modelo possui um ótimo tamanho e não passa despercebido, ele conta com (LxA): 67×50 cm.

Se você ainda mudar de idéia quanto ao local que aplicou, não tem importância, ele pode ser removido facilmente e sem deixar resíduos na superfície.

Além de ser reaplicável o adesivo não desbota, não rasga e é super resistente.

Garanta aqui o seu e decore sua casa de azul com o Adesivo Reaplicável do Cruzeiro!

Que tal levar a Raposa pra casa?

O Mascote Oficial do Cruzeiro é uma grande dica para você presentear seu filho, ou até mesmo para acrescer à sua coleção de itens celestes.

Este boneco é licenciado e oficializado pelo clube, além de ser testado e aprovado pelo INMETRO.

Ele é feito em vinil atóxico e não oferece qualquer problema para as crianças, fazendo sempre o maior sucesso.

Compre aqui o seu Mascote Oficial do Cruzeiro!

Fonte: Site Oficial

Os jogadores do Cruzeiro ressaltaram os erros do time após a derrota por 2 x 1 para o Atlético-GO, na noite deste domingo, no estádio Serra Dourada, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. A Raposa sofreu o gol de desempate aos 39 min do segundo tempo, depois de perder uma jogada no ataque.

O goleiro Fábio, que não teve culpa nos gols, afirmou que o Cruzeiro esperava conseguir os três pontos contra o lanterna da competição.  O camisa 1 recordou que esta foi a primeira vitória do Atlético-GO na competição nacional nos sete jogos disputados.

“É uma derrota que, de maneira alguma, a gente esperava. Precisávamos dos três pontos, lógico que com todo o respeito (ao adversário) e tínhamos que consegui a vitória, em Goiânia. Mas parabéns para o Atlético-GO que nos venceu”, disse.

Já o volante Fabrício destacou que o elenco tem que aproveitar o tempo de paralisação na Copa do Mundo para corrigir os erros.

“São os vacilos que a gente vem dando, contra-ataques e bobeiras. Vamos aproveitar este tempo de folga para melhorar, acertar o time. O Cruzeiro tem que estar voando para o segundo semestre”, observou.

Fonte: Site Oficial

O Cruzeiro estreou muito bem no Campeonato Brasileiro deste ano, com vitória por 2 x 1 sobre o Internacional, neste domingo, em pleno estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Kleber marcou os gols da Raposa, que volta a campo pela competição nacional no próximo domingo, contra o Avaí, no Mineirão. Mas antes disso, terá pela frente o São Paulo, quarta-feira, também em Belo Horizonte, pelas quartas de final da Copa Santander Libertadores.

O jogo começou eletrizante, com as duas equipes em busca do gol. Logo aos 2 minutos, Diego Renan cruzou pela esquerda e Ronaldo Alves colocou a mão na bola dentro da área. O árbitro Wilson Luiz Seneme marcou pênalti. Kleber, aos 4, cobrou a penalidade com paradinha, sem chance alguma para Lauro, colocando a Raposa à frente no placar.

Dois minutos depois, Giuliano driblou Gil na ponta esquerda e cruzou na medida para Taison que, livre de marcação, cabeceou para o fundo do gol de Fábio, empatando a partida. O Cruzeiro rapidamente teve chance para marcar o segundo, em contra-ataque puxado por Kleber. O atacante chutou na saída de Lauro, que fez boa defesa, colocando para escanteio.

Melhor em campo, o time mineiro tocava bem a bola e tinha mais objetividade. Aos 25, Kleber recebeu lançamento dentro da área e chutou forte. Lauro fez outra importante defesa. O segundo gol finalmente saiu aos 36, novamente através de Kleber, que recebeu lançamento de Fabrício, dominou a bola dentro da área e chutou na saída de Lauro. Raposa 2 x 1.

Novamente com desvantagem no placar, o time da casa teve que se abrir e deu trabalho a Fábio, que fez duas importantes defesas. Na primeira delas, o goleiro estrelado evitou o empate, após Thiago Heleno cortar, para trás, um cruzamento da esquerda. Na outra, Fábio defendeu um chute de Taison, a bola ainda bateu no travessão e saiu à linha de fundo.

Nos momentos finais da primeira etapa, o Cruzeiro teve boas oportunidades para ampliar, com um chute de longe de Wellington Paulista, que Lauro colocou para escanteio, e uma finalização de Kleber, que só não marcou o terceiro dele porque Fabiano Eller tirou a bola quase em cima da linha do gol.

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com a mesma formação, na tentativa de ampliar o marcador ou, no mínimo, manter o placar, que já lhe dava os três pontos na partida fora de casa.

Aos 7 minutos, Everton faz boa jogada individual e chegou cara a cara com Fábio, que saiu bem do gol e evitou o empate do time da casa. Pouco tempo depois, respectivamente aos 11, aos 17 e aos 20 minutos, o técnico da Raposa, Adilson Batista, fez as três alterações que tem direito. Substituiu Fernandinho por Fábio Santos, Fabrício por Marquinhos Paraná e Kleber por Guerrón.

Bem posicionado em campo, o Cruzeiro marcava forte, não dava espaços para o Internacional penetrar na área de Fábio e tentava articular os contra-ataques, em busca do gol que lhe daria mais tranqüilidade na partida. O time mineiro esteve mais próximo de marcar o terceiro, mas não conseguiu e o placar terminou inalterado, com vitória celeste por 2 x 1.

Fonte: Site Oficial

A vitória por 3 x 0 sobre o Nacional, na noite desta quarta-feira, foi a primeira do Cruzeiro como visitante na Copa Santander Libertadores 2010. Em cinco jogos disputados fora de Belo Horizonte no torneio, o time estrelado tem uma vitória, três empates e uma derrota.

O resultando ampliou também a vantagem do Cruzeiro ante o Nacional. As duas equipes já se enfrentaram 15 vezes na história e a Raposa tem boa vantagem, com nove vitórias, dois empates e quatro derrotas. Os celestes marcaram 31 gols e sofreram 20.

As duas equipes se enfrentaram oito vezes no Uruguai. Foram três vitórias celestes, dois empates e três derrotas. O Cruzeiro marcou 15 tentos e sofreu 14.

O volante Fabrício, um dos destaques do Cruzeiro na partida, ressaltou que a boa vantagem construída na primeira partida foi importante para o triunfo alcançado no Uruguai.

“O primeiro resultado é muito importante, porque joga a pressão toda para o outro time. E você tendo que atacar e jogar para frente é muito mais difícil que defender e administrar a partida”, observou.

Sobre a próxima fase da Libertadores, Fabrício destacou que estarão frente a frente duas das equipes mais tradicionais e vitoriosas do Brasil. Contudo, o meio-campista recordou que o Cruzeiro eliminou o São Paulo nesta mesma fase do torneio na temporada passada.

“Vai ser um jogo difícil e no ano passado os enfrentamos nas quartas de final. É um time de tradição e tricampeão da Libertadores, enquanto estamos atrás do terceiro título”, destacou.

Confira a campanha do Cruzeiro fora de casa na Libertadores

27/01 – Real Potosí 1 x 1 Cruzeiro
10/02 – Vélez Sarsfield 2 x 0 Cruzeiro
11/03 – Deportivo Itália 2 x 2 Cruzeiro
15/04 – Colo-Colo 1 x 1 Cruzeiro
05/05 – Nacional-URU 0 x 3 Cruzeiro

Fonte: Lance!

O Cruzeiro subiu duas posições em relação ao mês de março e, agora, aparece como o quarto melhor clube do mundo, de acordo com o ranking divulgado nesta segunda-feira pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS). É a melhor colocação do clube desde que a lista foi criada, em 1991.

A Raposa fez sete pontos e atingiu a marca de 263 no total, superando potências europeias como Chelsea, Manchester United e Arsenal, da Inglaterra, Roma e Milan, da Itália, Real Madrid, da Espanha, e Bayern de Munique, da Alemanha.

Desde julho do ano passado, o clube figura entre os dez primeiros do ranking. A boa colocação do Cruzeiro em função dos bons resultados alcançados pelo time neste ano é comemorada pelos jogadores.

– O Cruzeiro está bem há um bom tempo e vem conseguindo boas participações na Libertadores. Estamos participando pela terceira vez seguida. Na temporada passada chegamos à final, mas não conseguimos levantar o título. Então, o Cruzeiro está no caminho certo e vem crescendo muito. É uma equipe que tem tradição nacional e internacional – disse o atacante Thiago Ribeiro em entrevista ao site oficial do clube.

CONFIRA OS PRIMEIROS COLOCADOS DO RANKING:

1 – Barcelona (ESP)
2 – Estudiantes (ARG)
3 – Inter de Milão (ITA)
4 – Cruzeiro
5 – Werder Bremen (ALE)
6 – Bayern de Munique (ALE)
7 – Roma (ITA)
8 – Chelsea (ING)
9 – Fulham (ING)
10 – Manchester United (ING)

Fonte: Site Oficial

Em noite de bom futebol, especialmente no primeiro tempo, o Cruzeiro venceu o Nacional-URU, por 3 x 1, nesta quinta-feira, e largou à frente no confronto das oitavas de final da Copa Santander Libertadores. Foi uma jornada especialmente inspirada do atacante Thiago Ribeiro, que marcou os três gols celestes, todos na etapa inicial.

Como fez dois gols de vantagem, a Raposa passará adiante até com derrota por um tento de diferença no jogo de volta, na próxima quarta-feira, em Montevidéu. O placar de 2 x 0 a favor dos uruguaios eliminará o time celeste. Se o Cruzeiro marcar duas ou mais vezes no campo adversário, o Nacional precisará fazer três gols a mais para jogar as quartas de final.

Pela primeira vez na temporada, o Cruzeiro entrou em campo com o time imaginado como o titular desde o início do ano. A numeração fixa da Libertadores seria a tradicional de 1 a 11, não fosse o atacante Kleber, que veste a 25 no torneio internacional.

O Gladiador voltou à equipe após duas partidas ausente devido a uma lesão muscular. Já o volante Fabrício retomou o lugar na equipe em lugar de Fabinho, que ficou fora dos treinos de segunda e terça-feira em razão de cansaço muscular e ficou fora da partida.

O Cruzeiro terá seis dias de preparação até o jogo de volta. Os atletas se reapresentam na Toca da Raposa II na tarde de sexta-feira e iniciam a preparação para encarar o Nacional.

O jogo

O Cruzeiro entrou em campo disposto a decidir e fez um primeiro tempo impecável. Soube dominar o adversário, foi superior durante os 45 minutos e eliminou qualquer tentativa de contra-ataque que ameaçasse a meta de Fábio. O Nacional abusou da truculência nas divididas, com a conivência do árbitro Héctor Baldassi, mas não intimidou o time celeste.

Antes que qualquer clima de apreensão pudesse dominar o estádio, o Cruzeiro abriu o placar. Aos 6 min, Diego Renan dominou a bola no campo de defesa e acertou um lançamento de 50 metros para Thiago Ribeiro, que invadiu a área e tocou por entre as pernas de Muñoz para fazer 1 x 0 e explodir o Mineirão pela primeira vez.

O Cruzeiro foi inteligente e a troca constante de posição entre os atacantes deixou Thiago Ribeiro à vontade para decidir. O camisa 11 cumpriu com perfeição o papel de elemento surpresa dentro da área, nos momentos em que Kleber recuava para armar o jogo.

Foi o que aconteceu aos 21 min, quando o Gladiador tocou a Fabrício, que levantou a bola da intermediária. O zagueiro Lembo não achou nada e Thiago Ribeiro apareceu livre para cabecear no canto direito de Muñoz e fazer 2 x 0.

Para se ter noção do domínio que o Cruzeiro exercia, Fábio trabalhou pela primeira vez aos 25 min, quando defendeu sem dificuldade a bola cabeceada pelo zagueiro Coates na área.

Implacável, o time celeste envolveu o Nacional novamente na jogada do terceiro gol. Gil tocou a Jonathan, que avançou e deu a Henrique. O camisa 8 driblou um defensor e acertou belo lançamento para Thiago Ribeiro amortecer com a cabeça e encher o pé na entrada da área. O Cruzeiro fazia 3 x 0 aos 41 min de bola rolando.

O segundo tempo começou diferente. Com o volante Elicarlos no lugar de Fabrício, o time celeste não apresentou a mesma concentração e o Nacional se lançou ao ataque.

Aos 4 min, Fábio fez grande defesa em chute à queima-roupa de Vera. No minuto seguinte, não teve jeito. A bola foi levantada na área, Regueiro deu um leve empurrão em Elicarlos, dominou e chutou no canto esquerdo de Fábio. O placar passava a apontar 3 x 1.

Aos poucos, o Cruzeiro se reencontrou em campo e voltou a jogar melhor que o adversário. O Nacional, por sua vez, parecia achar que a derrota por dois gols não era tão ruim. Prova disso foi a entrada do zagueiro Godoy na vaga do armador Angel Morales, aos 23 min. O antídoto de Adilson Batista foi lançar o atacante Guerrón no lugar de Gilberto, aos 30 min.

O time celeste chegou a ameaçar a meta do Nacional, especialmente em chutes fortes de longa distância, mas parou em Muñoz. Foi o que ocorreu com Thiago Ribeiro, aos 32 min, e Elicarlos, aos 40 min. Sem mais chances, o placar de 3 x 1 foi mantido até o apito final.

Além do manto do Cruzeiro, existem muitas outras formas de mostrar que você é um torcedor fanático pela Raposa.

Cada vez mais são utilizados adesivos como forma de decoração em vários tipos de ambientes internos.

Pensando nesses dois fatores, trouxemos a dica de hoje, que é perfeito para ilustras todo seu amor pelo time mais estrelado do Brasil!

O Adesivão do Cruzeiro é feito com tecnologia de ultima geração em autocolantes. Ele não perde a cola, não dobra e não rasga.

Você ainda pode reaplicá-lo quantas vezes quiser, sem que ele perca a qualidade e sua alta definição.

Ainda  acompanha um adesivo do mascote segurando a faixa do Cruzeiro e uma versão alternativa ao emblema original.

E tem mais, ele está com um desconto especial de mais de 20%.

Garanta aqui o seu Adevisão do Cruzeiro!

Siga-nos no Twitter