You are currently browsing the tag archive for the ‘sport’ tag.

Fonte: Site Oficial

O Cruzeiro realizou no final da manhã desta sexta-feira o último treino preparativo para o jogo de sábado, às 18h 30, contra o Sport, na Ilha do Retiro. O time, que desembarcou em Recife na noite de quinta-feira, fez um treinamento recreativo no estádio Arruda, do Santa Cruz.

Todos os 19 atletas que compõem a delegação celeste na capital pernambucana participaram da atividade. O zagueiro e capitão Leonardo Silva, recuperado de um estiramento muscular na panturrilha direita, poderá voltar ao time depois de quatro jogos e formar a zaga ao lado de Gil.

A partida contra o Sport será especial para o lateral Diego Renan. Natural de Surubim, interior do estado, o jogador celeste irá a Pernambuco pela primeira vez para disputar uma partida.

“Nunca joguei aqui. Não só como profissional, mas nunca joguei aqui em Recife antes. É uma emoção muito grande poder jogar em meu estado natal. Fico feliz”, comentou.

“Sabemos que vai ser um jogo difícil e estamos com o pensamento de vencer. O apoio da família e dos amigos é sempre bom”, completou o jovem lateral celeste, uma das principais revelações do Campeonato Brasileiro deste ano.

Para conquistar mais três pontos fora de casa, o bicampeão mineiro conta com um sólido retrospecto atuando longe dos seus domínios. A campanha como visitante é de sete vitórias, quatro empates e cinco derrotas. São 25 pontos ganhos no mando de campo do adversário e 52% de aproveitamento.

Anúncios

Fonte: UOL Esporte

Enquanto o Cruzeiro jogará pela 34ª rodada do Brasileirão neste sábado contra o Sport, na Ilha do Retiro, seus concorrentes diretos por uma vaga pela Copa Libertadores de 2010 vão a campo somente no domingo. Assim, o time celeste quer impor pressão sobre os adversários com uma vitória diante dos pernambucanos.

Depois de um tropeço diante do Fluminense no Mineirão, o lateral Diego Renan alerta que o Cruzeiro tem de fazer sua parte contra o Sport para pensar em tropeços dos concorrentes. “Quando a gente joga antes, fica torcendo para os adversários tropeçarem, mas acho que isso não ajuda em nada, o que importa mesmo é dentro de campo e jogar bem”, observou.

O lateral Fernandinho também destaca que o Cruzeiro precisa vencer no sábado. “A única coisa que temos que fazer é o nosso trabalho, não adianta torcer por fulano ou sicrano se não fizermos nossa parte. O mais importante é fazermos nossa parte e aí sim, se acontecer de a rodada nos favorecer, melhor”, salientou.

Com um triunfo alcançado, Fernandinho pensa em torcer contra os concorrentes no domingo. “Sempre assistimos, mas não adianta nada se não fizermos nossa parte no sábado. Primeiro, fazer nossa parte na Ilha do Retiro, aí nós vamos pensar em ir pra frente da TV”, comentou.

Na sexta colocação com 51 pontos, o Cruzeiro viu o Grêmio, sétimo colocado, ficar a três pontos com empate em 1 a 1 com o São Paulo na quarta-feira, em Porto Alegre, na partida que abriu a 34ª rodada. Já no domingo há o confronto entre terceiro e quarto colocados Atlético-MG e Flamengo no Mineirão.

Quinto colocado, o Internacional vai ao interior paulista para partida contra o Grêmio Barueri, enquanto o Palmeiras, vice-líder, enfrenta o Fluminense no Maracanã. A distância do Cruzeiro para o grupo de acesso à Copa Libertadores é atualmente de três pontos.

Fonte: Site Oficial

O lateral Diego Renan aguarda com especial atenção o jogo deste sábado, contra o Sport, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Natural de Surubim-PE, o jogador celeste irá a Pernambuco pela primeira vez como integrante do elenco profissional celeste e levará para a Ilha do Retiro uma porção de torcedores do Cruzeiro.

“A expectativa está grande. É a primeira vez que vou jogar em Pernambuco. Fico feliz. A família toda vai comparecer, os amigos. Vai ser um momento diferente na minha vida. Vai ser importante fazer esse primeiro jogo lá, espero que a gente vença”, disse.

À medida em que o jogo se aproxima, Diego Renan recebe mais e mais telefonemas de familiares e amigos que pretendem ir ao estádio. Certas são as presenças do pai Josileno, da mãe Nice e das irmãs Ana Clara e Ana Cecília. A distância não será problema para os amigos e parentes que vivem em Surubim.

“A torcida do Cruzeiro vai ser grande lá. A maioria mora em Surubim, que fica a 120 Km de Recife. É perto, vai estar todo mundo lá. Não tenho nem ideia de quantas pessoas, tanta gente que já me falou que ia, perdi até a conta”, observou.

Emoção à parte, o titular da lateral esquerda cruzeirense sabe que só a vitória mantém vivas as chances de classificação para a Copa Santander Libertadores.

“A gente tem que ir com o pensamento de vencer para continuar a luta pela vaga na Libertadores. Sabemos que vai ser difícil, porque é complicado enfrentar o Sport lá. Vamos com o pensamento de vencer”, destacou.

Fonte: UOL Esporte

Apesar do amistoso Cruzeiro e Argentino Juniors nesta quarta-feira, que marcará a despedida oficial do argentino Sorín, o atacante Thiago Ribeiro e o lateral e meia Gilberto acreditam que a festa para o ídolo celeste não desviará a atenção da equipe do jogo contra o Sport domingo na Ilha do Retiro, em Recife, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“É um jogo festivo, o Sorín merece a homenagem pelo jogador que foi, pela pessoa que é, mas não tem como esquecer o Sport ou tirar o foco do Sport, que é o futuro no clube que está em jogo. Todos sabem da importância para o clube de jogar uma Libertadores. Então, é um jogo fundamental para vencer e colocar o Cruzeiro no G4”, observou Thiago Ribeiro.

Em sexto lugar na tabela, o Cruzeiro possui 51 pontos, três a menos que o Flamengo, que fecha o grupo dos quatro que se classificam para a Copa Libertadores 2010. Para entrar no G4, o time celeste precisa vencer o Sport e torcer pela derrota do rubronegro carioca diante do Atlético-MG no domingo.

Gilberto admitiu que está com a cabeça voltada apenas para a reta final do Brasileirão. “A gente fica feliz com essa homenagem (ao Sorín), mas o meu pensamento está longe, está lá no dia 6 de dezembro com uma possível conquista da vaga para a Libertadores”, afirmou o experiente jogador.

Titular no meio-campo celeste, Gilberto disse que não sabe se participará do amistoso com o Argentino Juniors. “Se eu tivesse 18 anos, jogaria tranquilamente a partida ao lado do Sorín. É legal esse tipo de homenagem, mas não sei se vou jogar. O Adilson já disse que deve mudar quase todo o time, colocar quem não está jogando para ganhar ritmo”, disse.

Thiago Ribeiro, que cumpriu suspensão na derrota para o Fluminense domingo passado, disse que seria bom jogar. “É sempre bem jogar, ainda mais no meu caso que não joguei esse jogo, para ganhar ritmo, por mais que eu tenha ficado apenas um jogo sem jogar”, afirmou o atacante.

Fonte: Globoesporte.com

O técnico Adilson Batista poderá contar com o atacante Thiago Ribeiro para o jogo deste sábado, às 18h30m, contra o Sport, em Recife, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador do Cruzeiro cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo diante do Fluminense e está liberado para atuar no fim de semana.

O centroavante é mais uma opção de ataque para o treinador, que no domingo escalou Guerrón e Wellington Paulista como titulares. O jovem Eliandro, de 19 anos, ficou no banco de reservas e entrou no segundo tempo contra o Fluminense.

Autor de um gol no domingo, Wellington Paulista provavelmente voltará a jogar com Thiago Ribeiro, na Ilha do Retiro. Eles devem formar a dupla de ataque celeste por 15 vezes na temporada e têm estilos que se completam. Aliás, Wellington sabe que a partida de sábado será decisiva para as pretensões do Cruzeiro.

Fonte: Site Oficial

O Dia de Finados foi de trabalho para o zagueiro celeste Leonardo Silva, em fase final de recuperação de estiramento muscular na panturrilha direita. Ao lado de Cláudio Caçapa, o capitão do Cruzeiro compareceu nesta segunda-feira ao Centro Avançado de Reabilitação Esportiva (CARE) para se exercitar na sala de musculação e fazer uma corrida leve.

Leonardo Silva já não sente dor no local da lesão e, de acordo com o fisioterapeuta Charles Costa, deve ser liberado na terça-feira para iniciar o trabalho de condicionamento físico. Já Cláudio Caçapa permanecerá em tratamento de estiramento na coxa direita.

Ausente das partidas contra Botafogo, Corinthians, Santo André e Fluminense, Leonardo Silva acredita que retomará a braçadeira de capitão no sábado, quando o Cruzeiro enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro.

“O tratamento foi bem feito e a recuperação, boa. Agora é voltar nesta semana e me condicionar bem para ficar à disposição contra o Sport. Estou bem animado, a dor sumiu totalmente. Vou fazer tudo o que precisar na preparação física e nos treinos táticos para me colocar em condições”, disse Leonardo ao Site Oficial.

Leonardo Silva não atua desde a vitória por 1 x 0 sobre o Atlético-MG, em 12 de outubro, mas não crê que terá problema para voltar a campo após três semanas parado.

“É um momento em que todo mundo tem que treinar e ficar à disposição do Adilson (Batista) para que a gente possa ter força máxima e dar mais uma arrancada”, comentou.

Líder que é, Leonardo Silva diz que a derrota para o Fluminense no domingo prova que o Cruzeiro não pode subestimar o Sport, que caiu para a lanterna do Brasileiro.

“É um jogo bastante difícil. Vamos pegar novamente uma equipe que está na última colocação e vai querer a todo custo a vitória. A gente já teve um exemplo disso, uma lição muito grande. Temos que estar preparados para conseguir a vitória, a única coisa que nos resta se quisermos chegar à Libertadores e ao título”, avaliou.

A cinco rodadas do fim, o Cruzeiro ocupa a sexta colocação do Brasileiro, com 51 pontos, três a menos que o quarto colocado Flamengo. As chances são reais de se atingir o G-4, já que são 15 pontos ainda em disputa e o resultado de domingo não irá impedir isso. É o que garante o capitão celeste.

“A equipe não perdeu o foco. Foi uma derrota que nos trouxe muita tristeza, mas a equipe está focada na Libertadores. Temos muita chance ainda, nessas últimas rodadas vai se definir tudo. Ao final, com certeza o Cruzeiro vai chegar à Libertadores”, afirmou.

Fonte: Site Oficial

Em julgamento na noite desta terça-feira, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, o lateral-direito Diego Renan foi suspenso por um jogo pelo cartão vermelho recebido contra o Sport, em 29 de julho. Como a punição foi cumprida ante o Grêmio, o atleta tem condição de enfrentar o Flamengo na quinta-feira.

O jovem de 19 anos estava incurso no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), de jogada violenta. Os auditores do STJD atenderam a solicitação do advogado Paulo Rubens e desclassificaram o atleta para o artigo 250, sobre ato inconveniente, que prevê de um a três jogos de gancho.

O lateral celeste foi convocado para a Seleção Sub-20 na última segunda-feira para um período de treinamento no Mato Grosso do Sul, entre 17 e 27 de agosto. Como o jogador tem sido utilizado pelo técnico Adilson Batista, o Cruzeiro solicitou dispensa e foi atendido.

Kléber e Bernardo serão julgados na sexta-feira

O meia Bernardo e o atacante Kléber terão avaliadas na próxima sexta-feira as expulsões no jogo contra o Atlético-PR, em 5 de agosto. Ambos estão denunciados por ato de hostilidade, no artigo 255 do CBJD, que pode levar de uma a três partidas de gancho.

Fonte: Justicaderpotiva.com.br

As duas advertências em menos de três minutos, no jogo contra o Sport, levará o jovem lateral Diego Renan, do Cruzeiro, a ser julgado nesta terça-feira, a partir das 18h, pela Segunda Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em sessão que será transmitida em tempo real pelo site Justicadesportiva.com.br. O jogador de 19 anos responderá por jogada violenta, podendo amargar suspensão de até seis jogos.

Na partida em questão, Diego Renan ficou em campo apenas 32 minutos. Aos 29, ele levou amarelo e, três minutos depois, o vermelho, por, de acordo com o árbitro Marcelo de Lima Henrique, desferir um pontapé no tornozelo do atacante Vandinho.

Com base na súmula, o atleta celeste foi denunciado pela Procuradoria do STJD por praticar jogada violenta – artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) –, e pode ser suspenso de duas a seis partidas no Campeonato Brasileiro. O lateral cumpriu a automática na goleada sofrida para o Grêmio, no Olímpico.

Diego Renan foi titular no empate em 0 a 0 com o Santos, no último domingo, dia 16, no Mineirão. Com o resultado, a Raposa ficou em 14º na tabela do Brasileirão, somando 21 pontos. O próximo compromisso da equipe, já pelo returno, será na quinta-feira, dia 20, contra o Flamengo, no Maracanã.

Fonte: Globoesporte.com

O lateral-direito Diego Renan, do Cruzeiro, será julgado na próxima terça-feira do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O jogador terá avaliada a expulsão na partida contra o Sport, em 29 de julho, no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jovem, de 19 anos, foi incurso no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala de jogada violenta. O árbitro Marcelo de Lima Henrique (RJ) relatou na súmula que o atleta cometeu falta no atacante Vandinho.

Na última segunda-feira, Diego Renan foi convocado para um período de treinos com a seleção sub-20, entre 17 e 20 de agosto, no Mato Grosso do Sul. O lateral-direito será parte da equipe do técnico Rogério Lourenço em uma etapa de preparação para o Mundial Sub-20 do Egito.

Fonte: Globoesporte.com

O Cruzeiro se recuperou do mau retrospecto recente no Mineirão, mas foi sofrido. Venceu o Sport por 1 a 0 nesta quarta-feira com um gol de Kléber aos 44 minutos do segundo tempo. O time, que vinha de três derrotas no estádio (para Corinthians, Estudiantes e Atlético-MG), pulou para a 14ª colocação do Brasileiro, com 17 pontos.

Os donos da casa estiveram com um jogador a menos em boa parte do confronto, já que Diego Renan recebeu o cartão vermelho aos 32 minutos da etapa inicial. Foi a sétima expulsão do time em 15 rodadas. O Sport, que teve o interino Levi Gomes no comando, após a demissão de Emerson Leão, completou cinco partidas sem vitória. Segue na zona de rebaixamento, com 13 pontos, em 17º lugar.

Na próxima rodada, Cruzeiro e Sport voltam a encontrar adversários da última Taça Libertadores. Os mineiros, que comemoraram no Olímpico a vaga para a decisão continental, voltam ao estádio para encarar o Grêmio, às 18h30m de domingo. No dia anterior, também às 18h30m, o Sport recebe o algoz Palmeiras na Ilha do Retiro, palco da eliminação nas oitavas de final.

Sport acerta marcação e segura o Cruzeiro

As duas equipes começaram o jogo no Mineirão com surpresas na escalação. Adilson Batista pôs o garoto Diego Renan (19 anos) na lateral esquerda, deixando Gerson Magrão no meio, com uma função que ele não fazia havia mais de três meses. E Levi Gomes adotou uma formação mais ofensiva, trocando Sandro Goiano por Luciano Henrique.

As duas apostas se mostraram arriscadas. O Cruzeiro pareceu capenga, forçando as jogadas apenas pela direita. E teve o próprio Diego Renan expulso, após levar dois cartões amarelos num intervalo de três minutos – aos 29, por fazer falta boba no meio-campo, e aos 32, ao derrubar Luciano Henrique.

Já o Sport demorou a acertar a sua marcação e passou por alguns apuros até os 20 minutos, tanto é que Levi Gomes chegou a mandar o volante Sandro Goiano para o aquecimento. Antes disso, Gerson Magrão acertou o travessão, e Thiago Ribeiro obrigou Magrão a espalmar um chute para escanteio.

Depois, o Sport conseguiu controlar as jogadas ofensivas dos donos da casa – à base, é verdade, de muitas faltas. Somente Kléber recebeu sete nos 45 minutos iniciais. E cinco jogadores rubro-negros receberam o cartão amarelo.

O preço da solidez defensiva, no entanto, foi a falta de ousadia no ataque. O Sport só exigiu alguma ação de Fábio em chutes de fora da área, e mesmo assim sem perigo. Abusava de passes longos, quase sempre encontrando os homens de frente em impedimento: foram seis no primeiro tempo. Mesmo com um jogador a mais, o time manteve sua postura, sem se expor a contra-ataques.

Segundo tempo tem mais chances de gol

O intervalo fez bem à partida, que ficou mais aberta no segundo tempo. Em 16 minutos, seis boas chances foram criadas (quatro com os donos da casa e duas com os visitantes). Thiago Ribeiro teve duas em seus pés, mas concluiu mal, levando parte da torcida a vaiá-lo. Kléber teve outras duas, mas parou em boas defesas de Magrão.

E o Sport enfim obrigou Fábio a trabalhar, como numa cabeçada de César após cobrança de escanteio. Preocupado com a falta de marcação no meio-campo, Levi Gomes trocou Andrade por Sandro Goiano. Adilson também reforçou a marcação, substituindo Gerson Magrão por Elicarlos. Além disso, tirou Thiago Ribeiro, que foi obrigado a escutar mais vaias, e pôs Wellington Paulista.

Aos poucos, o Cruzeiro foi sentindo o desgaste físico por atuar com um jogador a menos. Mas teve excelente chance para abrir o placar aos 26 minutos, quando Fabrício recebeu passe de Wellington Paulista e, da marca do pênalti, chutou para fora. O Sport também esteve próximo do gol: aos 29, Vandinho cabeceou no travessão.

Nos minutos finais, a torcida no Mineirão foi se mostrando mais impaciente, sobretudo porque via os pernambucanos com posse de bola no campo de ataque. Mas comemorou no finzinho, quando Kléber acertou a rede do goleiro Magrão, mesmo escorregando no momento do chute, marcando seu sexto gol no campeonato. Logo antes, Dutra recebera o cartão vermelho.

Siga-nos no Twitter