You are currently browsing the tag archive for the ‘stjd’ tag.

Fonte: Justicadesportiva.com.br

Inconformado. Assim ficou e ainda está o meia Gilberto, do Cruzeiro, por conta da expulsão contra o Atlético/PR. Prova disto é que o jogador faz questão de comparecer ao julgamento desta quarta-feira, dia 2 de dezembro, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Expulso logo após o gol de empate do Cruzeiro por proferir as seguintes palavras “toma ai agora, p…; chupa, c…”  para o árbitro Paulo César de Oliveira, Gilberto quer se explicar perante os auditores e provar de que as palavras foram apenas uma forma de desabafo.

“O Gilberto é um atleta experiente e não é do caráter dele ofender o árbitro. Ele quer dizer isso no tribunal”, declarou o advogado do clube, Gilvan Tavares, ao site Justicadesportiva.com.br.

A Procuradoria do STJD denunciou Gilberto por ofensa moral ao árbitro – artigo 252 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – e ele pode ser suspenso de duas a seis partidas. Caso leve a pena mínima, o camisa 10 cruzeirense ficará fora do jogo contra o Santos, na última rodada do Campeonato, já que ele cumpriu a automática na vitória sobre o Coritiba.

Com 59 pontos e em quinto lugar, o Cruzeiro ainda tem esperanças de ir à Libertadores de 2010. Para conseguir uma vaga na competição continental, a Raposa precisa vencer e ainda torce por tropeços de São Paulo ou Palmeiras.

Anúncios

Fonte: Globoesporte.com

Incurso no artigo 252 (ofensas morais ao árbitro) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, o meia Gilberto, do Cruzeiro, será julgado nesta quarta-feira, a partir das 16h30, pela terceira comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A pena prevista é de dois a quatro jogos.

O motivo do julgamento é a expulsão sofrida no jogo contra o Atlético Paranaense, no dia 21 de novembro, na Arena da Baixada. Na partida, Gilberto recebeu o terceiro cartão amarelo e, depois, em um outro lance, o cartão vermelho, direto.

O armador cumpriu suspensão na rodada passada, contra o Coritiba, e tinha esperança de ser absolvido nesta quarta-feira e jogar contra o Santos na última rodada do Campeonato Brasileiro, domingo, na Vila Belmiro.

– Essa é a minha vontade. Poder atuar contra o Santos e ajudar o Cruzeiro a tentar essa vaga na Libertadores. Tem esse julgamento e vamos ver qual é a sentença – afirmou ele. 

Mas a esperança de Gilberto não tem nenhum sentido, segundo informa o próprio advogado do Cruzeiro que defenderá o atleta no julgamento desta quarta-feira.

– O Gilberto é obrigado a cumprir suspensão automática pelo terceiro amarelo, e também a automática pelo vermelho. Isso dá dois jogos. Já cumpriu um e tem de cumprir o segundo, automaticamente. Não tem a menor possibilidade de ele enfrentar o Santos – assegurou Gilvan de Pinho Tavares.

De acordo com o advogado, é isso o que está previsto no regulamento do Campeonato Brasileiro e também nas normas da Fifa.

– O departamento de futebol do Cruzeiro até me consultou sobre a possibilidade de o Gilberto enfrentar o Santos. Não adianta. O clube seria punido com a perda de seis pontos por cada jogo que ele fosse escalado irregularmente – explicou Gilvan de Pinho Tavares.

Por outro lado, o advogado disse que vai pedir a absolvição de Gilberto ou, no mínimo, a desqualificação para o artigo 251 (desrespeito ao árbitro ou auxiliares).

– Acredito na absolvição, porque o Gilberto é réu primário, e há atenuantes, como o fato de ter servido à seleção brasileira por um bom tempo. No mais, ele falou palavrões, sim, como relata a súmula, mas não foram dirigidos ao Paulo César (de Oliveira, árbitro do jogo em questão). Pode ter sido desrespeitoso, mas não ofendeu a honra do árbitro, portanto não se enquadra no artigo 252. No máximo, no 251 – argumentou Gilvan de Pinho Tavares.

Em caso de absolvição ou desqualificação do artigo 252 para o 251, Gilberto cumpriria apenas mais um jogo, no caso o de domingo contra o Santos, e estaria liberado para participar da estreia do Cruzeiro na temporada de 2010.

Fonte: Gazeta Esportiva

O técnico do Cruzeiro, Adílson Batista, terá uma preocupação a menos para a partida do próximo sábado, no Mineirão, contra o Grêmio, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O lateral esquerdo Fernandinho, que estava na mira do STJD, terá condições de jogo.

Em audiência realizada na noite de segunda-feira no Rio de Janeiro, Fernandinho recebeu um jogo de suspensão – já cumprido.

O jogador estava sendo julgado pela expulsão na partida contra o Corinthians, em São Paulo, no dia 25 de outubro, quando o time celeste venceu por 1 a 0. Fernandinho estava incurso no artigo 255 (ato de hostilidade) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê pena de um a três jogos de suspensão.

De acordo com a súmula da partida, Fernandinho foi expulso aos 30 minutos do segundo tempo, com a apresentação da segunda advertência, após discutir “de forma áspera e com o dedo em riste” com o corintiano Elias.

Fonte: Justicadesportiva.com.br

Além de ganhar por 1 a 0 a partida contra o Corinthians, válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro ganhou também um problema para continuar sua luta por uma vaga na Copa Libertadores de 2010. É que na partida contra o Timão, o lateral-esquerdo Fernandinho, que inclusive está chamando a atenção o Milan, cometeu infração e foi denunciado pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O julgamento acontece na próxima segunda-feira, dia 9 de outubro, a partir das 18h. A sessão será realizada pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD.

De acordo com a súmula da partida, o jogador foi expulso aos 30 minutos do segundo tempo, com a apresentação da segunda advertência, após discutir “de forma áspera e com o dedo em riste”, com o rosto próximo ao do camisa 7, Elias, do Timão. A primeira apresentação do cartão amarelo aconteceu aos dois minutos também da segunda etapa, depois que o atleta agarrou um dos seus adversários.

Por conta disso, o camisa 16 terá que responder por praticar ato de hostilidade – artigo 255 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A pena para a infração varia uma a três partidas de suspensão.

Como já cumpriu a suspensão automática, se for punido com a pena máxima, Fernandinho vai desfalcar o time mineiro em duas oportunidades. A primeira será contra o Grêmio, no sábado, dia 14, no Mineirão e contra o Atlético/PR, na Arena da Baixada.

Enquanto aguarda a decisão do STJD sobre o caso do jogador, neste sábado, dia 7 de, a Raposa enfrenta o Sport, às 18h30, na Ilha do Retiro.

Fonte: Site Oficial

O técnico Adilson Batista poderá escalar o meia Bernardo e o atacante Kléber neste domingo, contra o Náutico, às 18h30, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois foram julgados na tarde desta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, pela expulsão contra o Atlético-PR, no último dia 5.

Em decisão unânime dos auditores do STJD, Bernardo foi punido com uma partida, já cumprida contra o Coritiba, e Kléber, absolvido.

Ambos os atletas estavam incursos no artigo 255 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBDJ), que fala de ato de hostilidade e prevê um gancho de um a três jogos. Eles foram defendidos pelo vice-presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, que apresentou uma prova de vídeo para os auditores.

Na súmula, o árbitro paulista Sálvio Spínola relatou que, Bernardo e Kléber foram expulsos, respectivamente, aos 40 min do primeiro tempo e aos 26 da segunda etapa, após levarem o segundo cartão amarelo, por terem calçado o adversário na disputa de bola.

Fonte: Site Oficial

Em julgamento na noite desta terça-feira, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, o lateral-direito Diego Renan foi suspenso por um jogo pelo cartão vermelho recebido contra o Sport, em 29 de julho. Como a punição foi cumprida ante o Grêmio, o atleta tem condição de enfrentar o Flamengo na quinta-feira.

O jovem de 19 anos estava incurso no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), de jogada violenta. Os auditores do STJD atenderam a solicitação do advogado Paulo Rubens e desclassificaram o atleta para o artigo 250, sobre ato inconveniente, que prevê de um a três jogos de gancho.

O lateral celeste foi convocado para a Seleção Sub-20 na última segunda-feira para um período de treinamento no Mato Grosso do Sul, entre 17 e 27 de agosto. Como o jogador tem sido utilizado pelo técnico Adilson Batista, o Cruzeiro solicitou dispensa e foi atendido.

Kléber e Bernardo serão julgados na sexta-feira

O meia Bernardo e o atacante Kléber terão avaliadas na próxima sexta-feira as expulsões no jogo contra o Atlético-PR, em 5 de agosto. Ambos estão denunciados por ato de hostilidade, no artigo 255 do CBJD, que pode levar de uma a três partidas de gancho.

Fonte: Justicaderpotiva.com.br

As duas advertências em menos de três minutos, no jogo contra o Sport, levará o jovem lateral Diego Renan, do Cruzeiro, a ser julgado nesta terça-feira, a partir das 18h, pela Segunda Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em sessão que será transmitida em tempo real pelo site Justicadesportiva.com.br. O jogador de 19 anos responderá por jogada violenta, podendo amargar suspensão de até seis jogos.

Na partida em questão, Diego Renan ficou em campo apenas 32 minutos. Aos 29, ele levou amarelo e, três minutos depois, o vermelho, por, de acordo com o árbitro Marcelo de Lima Henrique, desferir um pontapé no tornozelo do atacante Vandinho.

Com base na súmula, o atleta celeste foi denunciado pela Procuradoria do STJD por praticar jogada violenta – artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) –, e pode ser suspenso de duas a seis partidas no Campeonato Brasileiro. O lateral cumpriu a automática na goleada sofrida para o Grêmio, no Olímpico.

Diego Renan foi titular no empate em 0 a 0 com o Santos, no último domingo, dia 16, no Mineirão. Com o resultado, a Raposa ficou em 14º na tabela do Brasileirão, somando 21 pontos. O próximo compromisso da equipe, já pelo returno, será na quinta-feira, dia 20, contra o Flamengo, no Maracanã.

Fonte: Globoesporte.com

O lateral-direito Diego Renan, do Cruzeiro, será julgado na próxima terça-feira do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O jogador terá avaliada a expulsão na partida contra o Sport, em 29 de julho, no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jovem, de 19 anos, foi incurso no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala de jogada violenta. O árbitro Marcelo de Lima Henrique (RJ) relatou na súmula que o atleta cometeu falta no atacante Vandinho.

Na última segunda-feira, Diego Renan foi convocado para um período de treinos com a seleção sub-20, entre 17 e 20 de agosto, no Mato Grosso do Sul. O lateral-direito será parte da equipe do técnico Rogério Lourenço em uma etapa de preparação para o Mundial Sub-20 do Egito.

Siga-nos no Twitter