You are currently browsing the tag archive for the ‘permanência’ tag.

Fonte: Globoesporte.com

O atacante Kléber, do Cruzeiro, tem contrato até fevereiro de 2014, mas não tem certeza absoluta se permanecerá na equipe no ano que vem. No entanto, para tranquilizar a torcida da Raposa, ele garante que sua prioridade é ficar para conquistar a Taça Libertadores de 2010.

Kléber é o herói da classificação da Raposa. Na vitória por 2 a 1 sobre o Santos, no último domingo, na Vila Belmiro, ele saiu do banco para marcar o segundo gol.

– A não ser que venha alguém aqui e me compre, sou jogador do Cruzeiro e vou disputar a Libertadores. Acontece é que nenhum atleta sabe se fica, pois o mercado abre no fim do ano e existem propostas para muitos jogadores – comenta o Gladiador.

Seja como for, ele sai de férias com a cabeça na competição continental. Neste ano, a Raposa bateu na trave, perdendo a final, em casa, para o Estudiantes-ARG.

– Meu objetivo principal é ficar para realizar o sonho de conquistar a Libertadores. Vou lutar muit para que isso aconteça. Ainda fico triste (com a derrota para os argentinos), pois hoje poderíamos estar nos preparando para disputar o Mundial, mas infelizmente não deu. Espero que 2010 seja de conquistas.

Anúncios

Fonte: Globoesporte.com

Homem de confiança do técnico Adilson Batista no Cruzeiro, o volante Henrique demonstrou alegria sobre a renovação de contrato do comandante celeste. Procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, na noite desta segunda-feira, ele ainda não tinha conhecimento do acordo.

– Renovou? Bacana! Ainda não sabia disso – afirmou o volante, ao ser informado sobre a novidade.

Nesta temporada, Henrique ganhou muito espaço no time e alcançou status semelhante ao de jogadores como Marquinhos Paraná e Fabrício, que já trabalharam com o treinador em outros clubes. Todos estão na Toca por indicação de Adilson Batista.

– O Adilson tem o grupo nas mãos. Todos vão aprovar essa renovação. Posso dizer isso pelo o que eu tenho conversado com o pessoal. No nível do Adilson Batista são poucos os técnicos que existem no mercado – disse Henrique.

O volante, que já trabalhou com Adilson no Figueirense e no Jubilo Iwata, do Japão, acredita que a torcida cruzeirense pode sonhar com títulos importantes para a temporada de 2010.

– Nesses dois anos do Adilson aqui, o Cruzeiro ganhou dois Estaduais (2008 e 2009), foi à final da Libertadores… O Adilson só tem a acrescentar e vai fazer o Cruzeiro render muito no ano que vem. Estamos no caminho certo – opinou.

Fonte: Gazeta Esportiva

No melhor estilo dos folhetins de televisão, o Cruzeiro assistiu a um final feliz para a novela que se transformou a renovação do contrato do técnico Adílson Batista. Depois de muito suspense, o treinador, que foi “assediado” pelo Grêmio, já tomou sua decisão. Nesta segunda-feira, ele telefonou para o presidente do clube gaúcho, Duda Kroeff, agradeceu o convite, mas avisou que vai permanecer em Belo Horizonte.

O próprio Duda Kroeff foi quem confirmou a informação a diversos órgãos de imprensa de Porto Alegre. Diante da impossibilidade de contar com Adílson Batista (ex-jogador do clube na década de 90), o Grêmio volta suas atenções para Dorival Júnior, ex-Cruzeiro, atualmente comandante do Vasco, campeão da Série B.

A decisão de Adílson Batista de permanecer no Cruzeiro teria sido tomada durante um jantar em sua residência, em Curitiba, no último sábado, pouco depois do empate celeste por 1 a 1 com o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

O presidente do clube, Zezé Perrella, foi o “convidado de honra”, em evento que ainda contou com a esposa e as duas filhas do treinador. Adílson já havia dito que dependia apenas de uma conversa coma família para tomar sua decisão.

Por enquanto, o Cruzeiro ainda não se pronunciou a respeito. Adílson Batista pode ter o contrato renovado por até três temporadas, conforme proposta anteriormente apresentada por Perrella. A decisão só deve ser oficializada nesta terça-feira.

Fonte: UOL Esporte

Embora tenha contrato com o Cruzeiro até fevereiro de 2014, o atacante Kléber, que se recupera de cirurgia no púbis e só deve voltar a atuar na próxima temporada, admitiu que seu futuro está em aberto. Sem entrar em detalhes, o jogador disse que falará mais sobre o assunto somente após o Campeonato Brasileiro, que termina em 6 de dezembro.

“Não sei o que vai acontecer no futuro. A Deus, pertence o futuro”, observou Kléber, em entrevista coletiva na terça-feira. Indagado se permanecerá no Cruzeiro em 2010, o atacante desconversou. “Não vou falar sobre isso. Só vou me pronunciar quando acabar o campeonato. Aí a gente vê”, afirmou.

Kléber irritou-se com notícias de que havia dito que gostaria de defender o Flamengo na Libertadores 2010. O atacante negou que tenha falado em atuar por outro clube na próxima temporada. “Muitas equipes gostariam, mas tem que vir aqui falar com o Cruzeiro. Se entrar em acordo com o presidente, eu vou para o time que me comprar”, ressaltou.

Segundo o atacante, vaga na Libertadores não é garantia para que permaneça no Cruzeiro. O time mineiro, que ocupa o quinto lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, está na briga para chegar à competição continental em 2010.

“Não seria isso que faria eu permanecer ou não. Não é a Libertadores. São várias situações. Sempre deixei claro, desde o meu primeiro dia no Cruzeiro que meu objetivo é sempre ser campeão da Libertadores. Infelizmente, este ano, a gente perdeu a final, mas o sonho, o objetivo continua vivo e espero conquistá-lo um dia”, disse o atacante.

Durante esta temporada, Kléber enfrentou polêmicas e bateu de frente com a torcida cruzeirense, como no episódio em que foi a evento promovido por torcedores do Palmeiras, que era o próximo adversário do Cruzeiro. O atacante acabou vaiado na partida e ficou bastante chateado. Na época, ameaçou deixar a Toca da Raposa.

“Isso é uma coisa que só vou falar a partir do ano que vem, quando acabar o campeonato. Eu sei que a grande maioria gosta de mim, sempre me apoiou e nesse tempo que parei, quando disse o que disse foi por outros torcedores, que infelizmente não entendem por esse lado”, afirmou Kléber.

Fonte: Globoesporte.com

Baseado em conversas ouvidas de bastidores, o volante Fabrício, um dos jogadores mais próximos de Adilson Batista no atual elenco do Cruzeiro, disse acreditar que o treinador não permanecerá no clube celeste na próxima temporada.

“Ele tem todos os méritos, mas eu acho que não fica não. Alguma coisa me diz, pressentimento”, afirmou Fabrício, em participação ao vivo no programa Arena Sportv, exibido pelo Sportv, na tarde desta terça-feira, ao ser indagado se Adilson Batista comandaria o Cruzeiro em 2010 se dependesse dele.

“Às vezes a gente escuta algumas coisinhas de bastidores, mas é um treinador que, com certeza, se Deus quiser, vai nos deixar na Libertadores”, afirmou Fabrício, para emendar, em seguida: “não sei, posso me complicar, acho melhor parar”.

Para Fabrício, não há dúvida sobre a qualidade de Adilson Batista. “Está todo mundo aí de prova, conquistamos o Campeonato Mineiro, chegamos à final da Libertadores, este ano estamos brigando pela Libertadores. Não tem o que discutir. De repente, seria por opção dele”, comentou o volante cruzeirense.

Ao ser indagado se ele sabe de alguma proposta do exterior pelo treinador celeste, Fabrício disse que ele está sendo valorizado no Brasil. “Acho que ele está entre os melhores”, salientou o volante cruzeirense.

O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, já informou em diversas ocasiões que ofereceu a antecipação da renovação do contrato de Adilson Batista, que vence em dezembro próximo, e que havia oferecido mais dois anos de compromisso, mas que o treinador não quis. O treinador, por sua vez, informou em entrevista recente que só tomará uma decisão após o término do Campeonato Brasileiro.

Por telefone, no mesmo programa, Adilson Batista reafirmou que só após a última rodada do Brasileiro, é que o seu destino será conhecido. “Ainda não acertei a porcentagem do Fabrício se é 10 ou 20%”, brincou Adilson Batista. Depois disso, ele afirmou que está concentrado no objetivo de levar o Cruzeiro à Libertadores.

“Só no dia 6 do 12 é que vão saber se eu permaneço, se vou embora, para onde eu vou, o que eu vou fazer. Então, a ideia é colocar o Cruzeiro pela terceira vez consecutiva na Libertadores. O trabalho está bom, o objetivo hoje é fazer o melhor nos últimos oito jogos para devolver o Cruzeiro à Libertadores”, complementou.

Adilson Batista disse que não se trata de ter dúvida. “Tenho bom relacionamento com Zezé, Alvimar (de Oliveira Costa, ex-presidente), Maluf (diretor de futebol, Eduardo Maluf), trabalhei no Cruzeiro como atleta, eles sabem o respeito e carinho que tenho pelo clube, a dedicação nesse trabalho”, comentou o treinador. “Tenho consciência que o trabalho está bom, mas tenho de pensar e decidir o que for melhor. O objetivo é concentrar nessa reta final”, ressaltou.

O treinador, que está no clube celeste desde janeiro de 2008, disse acreditar na possibilidade de uma permanência longa de técnico, mas considera que para isso acontecer é preciso “mudar um pouquinho a mentalidade do torcedor”. “Ele tem de ter paciência, aceitar, relevar, não dá para ganhar todo ano”, observou o treinador, que reconhece ficar “um pouquinho chateado” com algumas reações do torcedor.

Também em tom de brincadeira, Adilson Batista disse que vai conversar com Fabrício à tarde. “Vou ver a porcentagem que ele quer e pode ser que ele volte semana que vem e fale outras coisas”, destacou o treinador. Ele negou que tenha acertado clubes do exterior, embora admita ter sido procurado. “A gente é procurado, só que já morei fora, acho que é importante o trabalho que a gente vem fazendo, dar sequência no trabalho no Brasil. Temos de aguardar. A cabeça agora é pensar no Corinthians nos últimos oito jogos”, complementou.

Fonte: UOL Esporte

A renovação do contrato do técnico Adilson Batista, que termina no final desta temporada, não está condicionada à conquista da vaga à Copa Libertadores 2010. Segundo o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, o treinador não quis antecipar uma conversa sobre a permanência na Toca da Raposa.

O dirigente disse que a recusa do treinador não tem a ver com sua possível saída do Cruzeiro. “Em momento nenhum falamos em saída. Ele sabe da minha posição. Ofereci contrato maior para ele há pouco tempo, e ele próprio não quis, dizendo que ia pensar”, observou Zezé Perrella.

Segundo ele, a prioridade agora é tentar a vaga à Libertadores, embora as chances matemáticas do Cruzeiro sejam pequenas. Para se classificar, o time mineiro precisa somar 28 dos 33 pontos restantes para chegar a 64, número apontado por analistas para garantir um lugar no torneio continental em 2010.

“No momento a preocupação é ainda tentar classificar o time para a Libertadores. Para isso, temos uma tabela bastante favorável. Se olhar a sequência de jogos, temos todas as possibilidades. A permanência de Adilson nunca esteve condicionada a se classificar”, afirmou Zezé Perrella.

O dirigente acredita que a perda do título da Libertadores não pode apagar o trabalho iniciado por Adilson Batista em janeiro do ano passado. “No futebol se vive de resultado, e se for cobrar resultado, apesar da perda da Libertadores, foi um jogo, e não se pode avaliar o trabalho por um jogo”, ressaltou Zezé Perrella.

Recentemente, Adilson Batista disse, durante entrevista coletiva, que decidirá o futuro somente depois do Campeonato Brasileiro, que se encerra em 6 de dezembro.

Fonte: Site Oficial

O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, confirmou na entrevista coletiva desta quarta-feira que os direitos econômicos do volante Henrique serão adquiridos pelo Clube no final deste ano junto ao Jubilo Iwata, do Japão. O jogador estava emprestado ao time celeste desde 2008 e chegou à Toca da Raposa II por indicação do técnico Adilson Batista.

Os direitos econômicos do atleta estão fixados pelo clube japonês em US$ 1,55 milhão e ainda falta um acerto com o atleta para definir o tempo de contrato.

”O Henrique vai ser adquirido. Já acertamos a contratação dele em definitivo. Ele era um dos jogadores mais questionados e hoje é um dos mais aplaudidos pela torcida”, destacou.

O volante se mostrou feliz com o reconhecimento da diretoria. Henrique disse que a sua vontade sempre foi de permanecer no Cruzeiro.

“Graças a Deus venho demonstrando um bom trabalho dentro de campo. A cada dia que passa  procuro meu espaço e esse apoio da diretoria  é importante para o atleta”, ressaltou.

Sobre a renovação de contrato do também volante Marquinhos Paraná, Zezé Perrella afirmou que as negociações estão em andamento. O dirigente aguarda a vinda do representante do atleta para acertar.

“Nós estamos conversando com o Paraná. E  é possível que a gente resolva isso agora. O empresário dele está vindo a Belo Horizonte para acertarmos”, disse.

Paraná  confirma que a renovação de contrato está sendo discutida há alguns meses com os dirigentes celestes.

“Tenho o desejo de permanecer no Cruzeiro. Já disse para o Maluf que eu e minha família estamos tranquilos em Belo Horizonte. Mas não depende só da minha vontade. Faz dois anos que estou aqui e tem que ver o melhor tanto para mim, quanto para o Clube”, observou.

Fonte: UOL Esporte

O atacante Kléber não será negociado com o Porto. O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, informou, na tarde desta quarta-feira, por meio do site oficial do clube, que estão encerradas as negociações com a equipe portuguesa, após a recusa de proposta de 9,5 milhões de euros pelos direitos econômicos do Gladiador.

“Cruzeiro nunca teve interesse em vender seu jogador. Mas existe uma cláusula no contrato que nos obrigaria a negociar o atacante caso surgisse um clube disposto a pagar mais de 10 milhões de euros. A proposta do Porto não nos interessou. Entendemos que nesse momento é muito mais importante a presença do Kléber no Cruzeiro”, afirmou Zezé Perrella, ao site celeste.

Ele se disse satisfeito com o encerramento da negociação com o Porto. “O Cruzeiro está com a situação financeira controlada e podemos administrar sem a necessidade de negociar jogadores até o fim da temporada”, comentou o dirigente cruzeirense.

De acordo com a diretoria do clube mineiro, o Porto se dispôs a pagar 5,5 milhões de euros à vista, mais o empréstimo de dois jogadores até o final da temporada: o meia-atacante Leandro Lima, que já se apresentou o Cruzeiro, e o atacante argentino Ernesto Farias, de 29 anos.

Caso o clube celeste não tivesse interesse em manter os dois jogadores, após 12 meses o Cruzeiro receberia mais 4 milhões de euros, equivalentes aos direitos de Ernesto Farias (2,5 milhões de euros), e Leandro Lima (1,5 milhão de euros).

O Cruzeiro informou ainda, por meio de sua assessoria de comunicação, que o fim da negociação com o Porto não irá interferir na situação do meia Leandro Lima, que já foi apresentado oficialmente como reforço do time mineiro.

Contratado em fevereiro deste ano, junto ao Dynamo de Kiev, no negócio que envolveu a ida do atacante Guilherme para a Ucrânia, Kléber tornou-se em pouco tempo ídolo da torcida celeste.

Ele é o artilheiro cruzeirense na temporada com 23 gols marcados em 35 jogos. Pelo Mineiro, o Gladiador marcou 13 vezes em 12 partidas, sendo que balançou as redes adversárias em quatro ocasiões pela Libertadores e outras seis pelo Brasileiro.

Siga-nos no Twitter